O momento de ideação, em poucas palavras, é o processo de formação de ideias e conceitos para resolver problemas específicos. Nos ambientes corporativos, estes problemas geralmente são aqueles que os funcionários e clientes estão enfrentando no momento.
Para isso acontecer, você precisará reunir mentes de diferentes áreas de sua organização e uma boa combinação de facilitadores para criar novas ideias incríveis.
Mas antes, é preciso lembrar que a ideação não é o passo inicial para alcançar a inovação. Ela é apenas o 4º passo da metodologia utilizada pelo Design Thinking conhecida como duplo diamante:

Para saber mais sobre cada uma dessas fazes, acesse aqui.
Depois do momento que você se aprofundar no tema e considerar pronto para a ideação, já pode praticar as 4 regras fundamentais para ter sucesso nesta etapa:

 

REGRA #1 / NÃO EXISTEM MÁS IDEIAS
A chave para uma boa sessão de ideação é que todos os presentes se sintam confortáveis para contribuir com ideias. Como fazer isso? Pedindo a todos que não façam julgamentos enquanto os outros expõem suas ideias: nenhum comentário negativo, nenhum “sim, mas..”, nenhuma careta. Se alguém hesitar em anotar uma ideia, diga “nesta fase não existem más ideias”.
Considere cada ideia um pedaço de um quebra-cabeça: embora possa parecer insignificante de primeira, pode se tornar uma grande peça no final.

REGRA #2 / CAPTURE TUDO
No calor da ação, ideias brilhantes podem se perder. Existe uma ótima maneira de resolver este problema: registrar cada ideia em um post-it.
Muitas sessões de ideação acontecem durante reuniões de rotina das equipes, sem os participantes estarem conscientes de que estão “ideando”. Ideias são apenas ditas e não anotadas. O ideal seria que cada ideia fosse resgatada nas próximas reuniões.

Dicas extras: 1) uma ideia por post-it. Não tente enquadrar um modelo de negócio inteiro em um papel de 7×7 cm
2) Use canetas hidrográficas, as famosas canetinhas (além de deixar mais visual, isso ajudará a encontrar a maneira mais concisa de descrever sua ideia)

3) Seja visual: se possível, em vez de usar linguagem verbal, desenhe um esboço da sua ideia.

REGRA # 3 / FAÇA UM BRAINSTORMING HÍBRIDO
Brainstorming em grupo é sempre melhor que brainstorming individual, certo? Bem, nem tanto: pesquisas mostram que combinar exercícios de brainstorming individual com em grupo leva a mais e melhores ideias.
A melhor solução então é o “brainstorming híbrido”: primeiro individualmente e depois em grupo. Começar com uma ideação em grupo logo de cara faz com que as vozes mais altas determinem a direção das ideias, enquanto as ideias de quem é mais tímido ou introvertido sejam desperdiçadas.
Deixe alguns minutos para que todos definam suas próprias ideias individualmente para resolver o problema, e só depois vá para a sessão de grupo. Deixe tempo suficiente para discutir e construir sobre as ideias uns dos outros.

REGRA #4 / QUANTIDADE MAIOR QUE QUALIDADE
O velho ditado “qualidade é melhor que quantidade” não funciona para o exercício de ideação. Não há nada mais efetivo para cortar o fluxo criativo do que pensar sobre a qualidade ou viabilidade da ideia.
A seleção é importante, mas não deve ser feita durante exercícios criativos. Gere quanto mais ideias puder e se preocupe com a qualidade depois.

Fonte: Board of Innovation

ECHOS

A Escola Design Thinking foi criada para aqueles que desejam estar na fronteira da inovação.

Criada em 2012 pela Echos – Laboratório de Inovação, a Escola Design Thinking é uma escola de inovação na prática que tem como propósito formar a nova geração de inovadores.

Esqueceu a senha? Clique aqui para resetar.