A forma como consumimos bens, produtos e serviços mudou. Na era da internet e da transformação digital, os consumidores estão cada vez mais inclinados a valorizarem a experiência  ao invés da posse, pensando mais no ser do que no ter. No mundo dos negócios essas mudanças já são sentidas.

Organizações que trabalham para encantar e superar a expectativa dos consumidores com produtos e serviços inovadores são as que mais se destacam positivamente e saem na frente das concorrentes. Mas como chegar lá? A resposta promissora é: conhecendo e se aprofundado na abordagem de design de serviços.

Uma boa forma de aprender sobre o tema é fazer um curso de design de serviços que ensina na prática a criar serviços inesquecíveis e inovadores. Mais do que isso, o curso é uma forma de pensar os serviços de forma humanizada, sempre focando nas pessoas para conseguir gerar experiências memoráveis e de valor real.

Se estiver pensando em fazer um curso de design de serviços, aprenda primeiro o que você precisa buscar para fazer a melhor escolha de acordo com as suas necessidades, lendo o nosso post completo sobre esse assunto.

Por que fazer um curso de design serviços?

Atualmente, mais de 60% da economia mundial gira em torno da prestação de serviços. Estamos, o tempo todo, contratando ou oferecendo uma série de serviços que solucionam problemas variados e oferecem vantagens para as situações mais diversas do cotidiano.

Por isso é tão importante compreender a fundo a cadeia de serviços e trabalhar para que ela proporcione uma experiência inesquecível aos seus consumidores. E é isso que o de design de serviços oferece.

A partir da ótica do design, o curso possibilita projetar mudanças reais na forma como oferecemos os serviços aos nossos consumidores. Quem opta por estudar e aprender na prática o design de serviços consegue, ao fim do curso, aplicar uma abordagem que mistura o lado criativo e empático do Design com o lado pragmático e produtivo da Gestão.

Curso de design de serviços: quais diferenciais buscar?

Trace seu próprio objetivo

Antes de mais nada, defina o que você pretende conseguir com um curso de design de serviços. Se você trabalha como gestor de projetos em uma empresa, por exemplo, você pode buscar no design de serviços uma forma de alavancar o sucesso dos seus projetos, gerando mais valor para o cliente com o produto final e sobretudo, mais valor para a equipe interna, uma vez que essa abordagem é utilizada para redesenhar serviços via uma ótica multi stakeholder.

Ou seja, o design de serviços pode e deve ser aplicado não apenas pensando no cliente externo, mas também no cliente interno. E acredite: isso vai refletir também na experiência que seus consumidores tem com a sua marca e/ou os seus serviços.

O curso também pode ser bastante proveitoso para empreendedores e gestores de pequenas empresas que querem melhorar a forma como prestam serviços ou criar um serviço inovador para o seu público. Por fim, o curso de design de serviços ainda é bastante indicado para inovadores natos, que trabalham em qualquer área e almejam aplicar o conceito do design como forma de desenvolverem suas habilidades de criar experiências memoráveis para outras pessoas.

Escolha a modalidade de curso certa para você

É possível encontrar cursos de design de serviços ofertados basicamente de duas maneiras: à distância ou presencialmente.

Quando optar por um curso feito pela internet, tenha em mente que ele não terá a mesma profundidade de uma aula  prática presencial. Os cursos online são ideais para apresentar os conceitos de forma mais geral, oferecendo uma formação com certa profundidade, mas com uma experiência menos completa do que as aulas na escola.

Já os cursos presenciais são mais aprofundados. A dinâmica das aulas práticas e baseadas em projetos reais de desenvolvimento de serviços e o contato com professores e outros alunos faz com que esse curso forme estudantes que vivenciaram mais intensamente a experiência do curso de design de serviços. Como estamos falando de uma metodologia centrada no componente humano, a presença física faz diferença para formar profissionais mais especializados no assunto. A prática por sua vez ajuda os participantes a conseguirem sair do curso aplicando logo em seguida os aprendizados e ferramentas aprendidas no curso.

Outro ponto a se atentar é em relação à duração. Existem cursos mais completos e longos e cursos mais básicos e de menor duração. Novamente, eles vão se diferenciar no quesito profundidade em que o design de serviços é apresentado. Por isso, lembre-se de pensar em quais são os seus objetivos e fazer uma escolha de acordo com eles.

Busque experiências e cases de sucesso da escola

Quem é a empresa por trás do curso que você pensa em contratar? Pode parecer muito óbvio, mas é sempre importante lembrar de buscar profissionais e organizações com a bagagem certa para lhe oferecer o que você espera em um curso. Procure por professores que não apenas atuem com educação mas desenvolvem projetos reais de design de serviços.

Mesmo que a popularização do design de serviços seja recente no Brasil, procure por escolas que tenham cases de sucesso, tanto de projetos quanto de alunos formados e satisfeitos. Conheça essas organizações por meio das histórias que elas têm para contar e das experiências que elas já proporcionaram para outros alunos e organizações.

Além dos fatores acima, imprescindíveis para fazer a escolha certa, procure diferenciais reais que uma escola de inovação pode oferecer na sua formação. No caso de um curso presencial, como é o espaço físico da escola? É importante que as salas sejam mais arrojadas e pensadas de forma a facilitar a comunicação e a experiência dos alunos como um todo. E quem serão os professores do curso? É sempre bom conhecer as experiências que os professores de um curso têm a compartilhar e a forma como eles podem aplicá-las, na prática, para passar adiante o conhecimento.

Agora que chegou até aqui, já sabe qual curso fazer? Nossa dica final é buscar uma escola que esteja disponível para esclarecer os pontos acima e tirar todas as suas dúvidas. Como no design de serviços, aposte nas pessoas por trás do curso e converse com elas para entender melhor o que você pode aprender.

Ficou interessado e pensa em fazer um curso de design de serviços? Entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo a encontrar o curso ideal para os seus objetivos.

 

ECHOS

A Escola Design Thinking foi criada para aqueles que desejam estar na fronteira da inovação.

Criada em 2012 pela Echos – Laboratório de Inovação, a Escola Design Thinking é uma escola de inovação na prática que tem como propósito formar a nova geração de inovadores.

Esqueceu a senha? Clique aqui para resetar.