Empresas e profissionais têm se visto diante da necessidade de se diferenciar dos concorrentes. Novas habilidades são cobradas, novas ferramentas requerem bom uso e quem consegue se adaptar sai na frente.

Um curso de design criativo pode ser a solução para isso, como uma alternativa ideal para quem deseja inovar e destacar-se no mercado. Um curso de inovação é mais do que uma qualificação ou do que uma linha no currículo de um profissional.

Um curso de inovação para aprender design criativo pode trazer benefícios para cada pessoa ou organização que invista nessa modalidade. Inovar significa gerar valor real para um público específico ou para algum setor da sociedade.

Com um propósito assim, quem não sente a necessidade e a força de vontade para correr atrás desse objetivo? Que tal conferir vários benefícios para se capacitar com um curso de inovação? Veja os principais que separamos para você se matricular em um agora mesmo!

1. Para resolver problemas complexos

Quem não gostaria de encontrar soluções mais eficazes, resolvendo problemas de forma dinâmica, criativa e inteligente? E o melhor de tudo, inovando!

Design criativoO design thinking é um exemplo de abordagem que vai ajudar diretamente nessa questão. Partindo do design criativo como forma de projetar novas soluções, um curso nessa modalidade ajuda o profissional ou a empresa a enxergar melhores soluções para problemas complexos.

2. Para deixar de perder tempo

Ditados populares têm seus motivos para existir e aquele que diz “tempo é dinheiro” é a prova disso. Especialmente nas empresas, o tempo é um recurso valioso e caro para quem o desperdiça.

Cursos como a formação de design thinking ou design de serviços ajudam a economizar tempo,  pois mudam a forma como enxergamos situações problemáticas e encontramos soluções para elas. Eles são estrategicamente úteis para desenvolver serviços melhores, otimizar processos e encurtar caminhos que você ou a sua empresa precisam percorrer.

3. Para economizar em dinheiro e recursos

Seguindo o raciocínio da perda de tempo, um curso de inovação também é o caminho para deixar de gastar dinheiro sem necessidade. Quando você consegue resolver problemas mais facilmente e perdendo menos tempo, a economia financeira é, basicamente, uma consequência.

Imagine usar o design thinking para desenvolver um novo produto, que atenderá melhor às necessidades do seu cliente e, certamente, será melhor aceito por eles. Isso acontece uma vez que o design thinking propõe a prototipação antes de consolidar um produto no mercado que pode trazer algum prejuízo. Dessa forma, o design surge como uma chance de evitar transtornos financeiros em qualquer área de um negócio!

4. Para gerar impacto positivo no mundo

Como dissemos no início do texto, inovação é sobre impacto positivo e real. Então, quem se capacita para promovê-la, consegue realmente fazer a diferença no mundo.

A prática do empreendedorismo social é um bom exemplo de impacto positivo que um profissional ou empresa podem causar. Empreendedores sociais conseguem unir o lucro de uma empresa a um propósito que melhore algum aspecto da sociedade e sim, é possível usar a capacitação de um curso de inovação para a melhor formação de empreendedores e empresas sociais.

Tanto na abordagem do design criativo quanto no empreendedorismo social, o que importa é gerar valor para quem for atingido por esse negócio ou ideia. Dessa forma, o empreendedorismo social é justificado quando gera impacto positivo de acordo com o propósito da empresa.

5. Para entregar o que o seu público quer (e precisa)

O design, desde sua origem no verbo do inglês, que significa projetar, só é validado quando existe alguém para usufruir do projeto. Os cursos de design criativo e inovação têm como princípio o exercício da empatia e a criação de soluções que centralizam as pessoas. Se capacitar em um deles é aprender a trabalhar para as pessoas.

Empresas só sobrevivem e prosperam quando conseguem entregar o que o seu consumidor precisa. Assim, já fica claro que o design criativo e o core do empreendedorismo andam muito mais juntos do que parece. Investir em um curso de inovação é um bom jeito de se conectar com seu público-alvo, entendendo a fundo o que ele deseja e necessita – ou até mesmo prevendo o que ele vai querer!

6. Para deixar a concorrência para trás

Por último, mas não menos importante, estudar design criativo é uma forma de sair na frente da concorrência. Seja como qualificação pessoal ou como objetivo da sua empresa, você deve saber que o mercado pede inovação e, mais ainda, que nem todo mundo consegue inovar.

O mercado de hotelaria provavelmente não esperava que o AirBnb mudaria tão radicalmente a forma como as pessoas se hospedam pelo mundo. Da mesma forma, os bancos tradicionais assistem enquanto a Nubank conquista clientes com um serviço mais simples, menos burocrático e extremamente humanizado.

Esses exemplos são de empresas grandiosas do mercado mas, o que elas têm em comum, é que partiram da inovação como forma de se diferenciarem. Ao mudarem simples aspectos de seus mercados, deixaram a concorrência para trás e consolidaram-se como referências de sucesso pelo mundo. Use-as para se inspirar!

7. Para se adaptar às mudanças do mundo

Agora vamos falar em um nível mais amplo. Você e seu negócio estão percebendo que o mundo está mudando, certo?

Mudando, inclusive, em um ritmo acelerado como nunca se viu. A tecnologia avança, as relações entre as pessoas e as empresas muda, o mercado passa a exigir competências novas e o consumidor se torna constantemente mais exigente.

A inovação é uma força que está contribuindo para essas mudanças mais rápidas. Para melhorar as empresas, produtos, serviços, projetos e soluções, a inovação está sempre quebrando paradigmas e transformando a realidade.

Diante disso, você não vai ficar para trás, vai? Quer aprender a inovar na prática, gerando impacto real?

Acompanhe nossos conteúdos sobre inovação, novidades do mercado e aprenda a empreender para transformar a vida das pessoas de verdade. Curta e acompanhe nossa página no Facebook e nossos perfis no Instagram e no Twitter!

Ricardo Ruffo

Ricardo Ruffo is a born entrepreneur, educator, speaker and explorer. As a writer by passion Ricardo daydreams on how the world is changing fast and how it could be.

Ruffo is the founder and global CEO of Echos, an independent innovation lab driven by design and its business units: School of Design Thinking, helping to shape the next generation of innovators in 3 countries, Echos – Innovation Projects and Echos – Ventures. As an entrepreneur, he has impacted more than 35.000 students worldwide and led innovation projects for Google, Abbott, Faber-Castell and many more.

Specialist in innovation and design thinking, with extensions in renowned schools like MIT and Berkeley in the United States. Also expert in Social Innovation at the School of Visual Arts and Design Thinking at HPI – dSchool, in Germany.

Naturally curious, love gets ideas flying off the paper. He always tries to see things from different angles to enact better futures. In his free time, spend exploring uninhabited places around the world surfing.

Fique Ligado

    Inscreva-se na newsletter da Echos para acompanhar as novidades da indústria, notícias de inovação e ofertas exclusivas.

    Forgot your password? Click here to reset.

    Presença Global

    © Copyright 2022 Echos. All rights reserved.