Como um curso de DT vai te ajudar a exercer o empreendedorismo social?

O empreendedorismo social é uma nova forma de enxergar os negócios e o mercado. Damos adeus a empresas que buscam apenas o lucro, para receber no mercado as organizações que lucram, ao mesmo tempo que promovem um propósito de impacto real na sociedade.

Empresas que adotam empreendedorismo social como forma de tocar os negócios não deixam de ser lucrativas ou de se inserir no mercado competitivo atual. Sua diferença é o propósito de provocar mudanças positivas na sociedade.

Caso essa ideia tenha te lembrado algum outro conceito, não se espante, você pode estar associando o empreendedorismo social ao conceito de Design Thinking – o que faz bastante sentido. Se você já conhece o Design Thinking, ótimo; vamos explorar agora a sua relação com o empreendedorismo social.

Não conhece? Tudo bem. Continue lendo que vamos explicar tudo o que os dois conceitos têm em comum e como um curso de Design Thinking pode ajudar os empreendedores (ou futuros empreendedores) sociais!

Por que estudar (e praticar) o Design Thinking?

O Design Thinking é uma abordagem voltada para a resolução de problemas complexos, aplicando conceitos, como o nome já diz, da área do Design. Com o foco nas pessoas, o Design Thinking é usado para transformar a forma como pensamos em processos, produtos e projetos.

Os resultados esperados do Design Thinking vão além de grandes produtos ou processos que funcionam melhor. Mais ainda, o que a abordagem entrega é inovação.

Inovar de verdade significa criar soluções relevantes e significativas, com potencial para melhorar a vida das pessoas impactadas por elas. A inovação deve entregar uma transformação real para seu público, seja qual for ele. Para as empresas, o desejo e a necessidade de inovar são cada vez mais reais e o Design Thinking ajuda a alcançar esse objetivo.

Profissionais e empreendedores mais preparados

O Design Thinking ajuda a formar profissionais e empreendedores mais preparados para os desafios atuais do mercado. Em tempos de economia colaborativa e de grandes transformações em conceitos que, até então, pareciam imutáveis, o exercício de criação colaborativa, de empatia e de experimentação propostos pelo Design Thinking são verdadeiros trunfos.

Empreendedorismo social e Design Thinking: qual é a relação?

Chegando até aqui, você já conseguiu entender o que empreendedorismo social e Design Thinking têm em comum? Se não, vamos lá: os dois conceitos são movidos pela busca de transformação.

Tanto na abordagem do Design quanto nos empreendimentos com viés social, o que importa é gerar valor para quem for atingido por esse negócio/ideia. Dessa forma, o empreendedorismo social é justificado quando gera impacto positivo de acordo com o propósito da empresa.

Já as soluções encontradas a partir dessa abordagem, não acontecem simplesmente com base em dados e estatísticas, mas a partir das pessoas impactadas pela solução em questão. É assim que organizações estão se tornando mais ágeis, inovadoras e humanas!

Uma ferramenta para o empreendedor social

Unindo a ambição de criar melhores cenários, realidades e soluções, o Design Thinking se torna uma grande ferramenta para o empreendedor social. A abordagem se torna um verdadeiro facilitador para mudar a forma como você pensa e enxerga a sociedade, o mercado e as pessoas. Para quem tem ou quer lançar um negócio de impacto social nesse modelo que inova o conceito de empreendedorismo, então o Design Thinking tem muito a oferecer!

Como um curso de Design Thinking vai ajudar o empreendedor social?

Outro ponto em comum que é importante citar quando falamos de Design Thinking e empreendedorismo social é o viés empático dessas duas ideias. O empreendedorismo social busca criar negócios que transformem a realidade, enquanto a abordagem de Design Thinking resolve problemas para as pessoas. No curso Design Thinking Specialisation, você desenvolverá sua confiança criativa, a partir de uma experiência de aprendizagem essencialmente prática. Assim, poderá aplicá-la em grandes corporações, em negócios sociais ou empreendendo o seu próprio negócio.

O que você aprenderá em um curso de Design Thinking?

Um curso de Design Thinking tem a capacidade de transformar o modelo mental dos seus participantes. Para o empreendedor social, ao longo das aulas, será possível desenvolver exercícios de empatia, criação criativa, liderança de projetos inovadores e trabalho com equipes multidisciplinares.

Na prática das aulas, você aprenderá, na prática, 4 projetos com graus de complexidades crescentes. Ao longo do tempo, os conceitos e ferramentas do Design Thinking são explorados com mais profundidade. Ao final do curso, os participantes estarão capacitados a aplicar o Design Thinking no desenvolvimento de soluções, em seus negócios, produtos ou serviços.

Além disso, nos cursos da Escola Design Thinking, o empreendedor-aluno ainda tem a chance de praticar com um cliente real a aplicação da abordagem. Tudo isso contribuirá para que você desenvolva de modo profundo a colaboração e a experimentação para acelerar seus projetos de inovação e reduzir seus riscos.

Caso você seja ou esteja pensando em se tornar um empreendedor social, invista em um curso de Design Thinking para aprimorar suas habilidades e descobrir uma nova forma de encarar a realidade e suas transformações. Forme-se como um profissional empático, com foco noas pessoas e pronto para romper com as barreiras do empreendedorismo como conhecemos.

Quer aprender a inovar na prática, gerando impacto real? Acompanhe nossos conteúdos sobre inovação, novidades do mercado e aprenda a empreender para transformar a vida das pessoas de verdade. Curta e acompanhe nossa página no Facebook e nossos perfis no Instagram e no Twitter!

ECHOS

A Escola Design Thinking foi criada para aqueles que desejam estar na fronteira da inovação.

Criada em 2012 pela Echos – Laboratório de Inovação, a Escola Design Thinking é uma escola de inovação na prática que tem como propósito formar a nova geração de inovadores.

Esqueceu a senha? Clique aqui para resetar.