A EscolaIn CompanyDesiredMateriaisContato

O mundo vem mudando em uma velocidade exponencial e, com isso, também se fazem necessárias mudanças nos recursos humanos das empresas. É nesse contexto que a gestão de talentos tem ganhado ênfase dentro das organizações.

Afinal, ela deve ser uma prioridade para as corporações que buscam reter bons profissionais, pois, além da retenção, com ela é possível atrair, desenvolver e motivar os colaboradores e, consequentemente, aumentar a performance como um todo.

Sabemos que não é simples lidar com capital humano. Por isso, esse artigo lhe ajudará a entender e implementar esse conceito.

O que é gestão de talentos?

São ações que visam captar, reter e desenvolver profissionais para o quadro empresarial. A gestão de talentos também envolve um conjunto de estratégias que viabilizam o trabalho em equipe dentro de uma empresa, visando que alcancem o potencial máximo.

Dentro dessa estratégia, é essencial para a organização adotar meios para promover o desenvolvimento da carreira, o engajamento e a motivação dos profissionais.

É importante esclarecer que a gestão de talentos é um dos principais desafios das empresas modernas. Porém, é extremamente recomendada, pois, com colaboradores satisfeitos e engajados, os resultados são melhores, levando a corporação a um alto nível desempenho.

Importância de uma boa administração de competências

A relação entre possuir os melhores talentos e obter os melhores resultados é proporcional na medida em que se consegue gerir esses profissionais.

Segundo um estudo do Hackett Group, corporações que possuem estratégias de gerenciamento de competências possuem um faturamento 15% maior que seus concorrentes.

Além disso, a gestão de talentos consegue trazer outros benefícios às empresas, como:

  • desenvolver uma organização de alto desempenho e grande valor agregado;

  • produzir um ambiente de aprendizagem e troca de experiências;

  • permitir, aos colaboradores, poder de escolha, estimulando autonomia e pró-atividade;

  • criar treinamentos, para desenvolver colaboradores e garantir o bem-estar organizacional.

Vantagens da implementação da gestão de talentos

São inúmeras as vantagens que se pode listar dessa estratégia. A seguir, serão apresentadas as 4 principais.

1- Fortalecimento da cultura organizacional

Promover o desenvolvimento de competências é uma estratégia para incentivar a sinergia dentro do ambiente de trabalho.

Com o treinamento e o desenvolvimento dos funcionários, as equipes se alinham à cultura da empresa, o que gera a criação de comportamentos pertinentes com os valores da corporação.

2 – Atração e motivação de colaboradores

A oferta de treinamentos e a possibilidade de ascensão profissional elevam o grau de motivação do quadro empresarial. Um ambiente como este também desenvolve profissionais diferenciados do mercado.

E quando a valorização dos colaboradores é contínua, a qualidade e a produtividade se tornam hábito intrínseco ao modus operandi das equipes.

3 – Desenvolvimento de líderes

A periodicidade de treinamentos e incentivo ao desenvolvimento pessoal dos funcionários favorece a nomeação novos líderes, o que, na maioria das empresas, é uma tarefa complicada.

4 -Melhora dos indicadores

Em instituições focadas na gestão de talentos, as admissões são assertivas e não há tanta rotatividade, o que acarreta na melhora nos índices de RH.

Além disso, como essa estratégia visa a alta performance organizacional, os colaboradores executam suas funções com perfeição, entregando resultados mais expressivos nas tarefas, o que chega até a ponta, pois, resultados internos melhores impactam na satisfação dos clientes.

A conclusão é que a gestão de talentos bem executada impacta positivamente na empresa como um todo.

Como implementar a gestão de talentos?

Para se implementar a gestão de talentos em uma empresa, basicamente são três pontos que devem ser analisados:

  • realizar um planejamento de talentos;

  • atrair e reter talentos;

  • desenvolver talentos.

Porém, são vários passos que devem ser analisados. Dentre eles os citados abaixo.

Compreender os objetivos da organização

Deve-se realizar um planejamento de talentos. Para tanto, são mapeadas as competências essenciais em cada setor para, assim, estipular como atrair as pessoas certas para os locais certos.

Busca e atração

Nessa fase se busca os profissionais que se alinham com as competências necessárias captadas no item anterior.

O contato deverá ser realizado, além de promover os benefícios da empresa e mostrar interesse nos profissionais compatíveis.

Recrutamento

Por meio de um bom processo de seleção, os candidatos selecionados são convidados a aderirem a organização.

Treinamento e desenvolvimento

Após a contratação, é essencial realizar treinamentos constantes, sempre com o objetivo de desenvolver o colaborador e alinhá-lo com a cultura da empresa.

Retenção e promoção

Reter um bom profissional exige diversos esforços, tais como investimento em aprimoramento profissional, remuneração, reconhecimento e um bom ambiente de trabalho.

Colaboradores estratégicos devem crescer junto com a empresa. Daí a importância da realização de promoções aos mais qualificados.

Avaliação de competências e de desempenho

Avaliar os funcionários também é essencial para compreender o potencial que eles possuem nos mais variados aspectos, tais como conhecimentos técnicos, inteligência emocional e habilidades específicas.

Elas podem ser aplicadas por meio de outras ferramentas, como o uso de feedbacks.

Com este relatório, é possível se basear em decisões futuras, como realocação e desenvolvimento de lideranças. Além disso, as avaliações dão embasamento para delegar responsabilidades e identificar pontos de melhorias.

Planejamento de carreira e de sucessão

A gestão de talentos possibilita que profissionais talentosos não se sintam desmotivados, pois possuem um plano de carreira bem definido.

Para a organização isso também é benéfico, pois dá a possibilidade de planejar o futuro da liderança e diminuir possíveis imprevistos que possam a ocorrer.

Assim, reconhecer os esforços com uma promoção é uma forma de reter os funcionários e valorizá-los.

Desligamento

Todas as empresas passam por processo de desligamento, devido à decisão organizacional, pedido do colaborador ou aposentadoria.

Apoiar os funcionários e dar toda a assistência necessária nessa fase do processo é outra maneira de uma empresa se consolidar como gestora de capital humano.

Se desenvolver para liderar

Sem incentivos realizados pela empresa é impossível criar um ambiente de crescimento e reconhecimento dentro da organização, por isso a necessidade de um plano de aprimoramento constante.

Por meio dele espera-se promover a adesão e entendimento dos comportamentos e conhecimento que melhorem o desempenho do colaborador.

Os principais motivos para inserir essa prática no cotidiano empresarial são:

  • adaptar novos funcionários à cultura da empresa;

  • desenvolver situações para analisar e aprimorar o desempenho profissional das pessoas;

  • motivar e valorizar os funcionários.

Quer adotar a gestão de talentos na sua empresa? Investir em estratégias de engajamento, motivação e treinamento de forma contínua serão passos fundamentais.

E para isso, conte com a Echos.

Você pode acompanhar nossas ideias nas redes sociais: InstagramFacebookYoutubeLinkedInSpotify.

 

Ricardo Ruffo

Ricardo Ruffo is a born entrepreneur, educator, speaker and explorer. As a writer by passion Ricardo daydreams on how the world is changing fast and how it could be.

Ruffo is the founder and global CEO of Echos, an independent innovation lab driven by design and its business units: School of Design Thinking, helping to shape the next generation of innovators in 3 countries, Echos – Innovation Projects and Echos – Ventures. As an entrepreneur, he has impacted more than 35.000 students worldwide and led innovation projects for Google, Abbott, Faber-Castell and many more.

Specialist in innovation and design thinking, with extensions in renowned schools like MIT and Berkeley in the United States. Also expert in Social Innovation at the School of Visual Arts and Design Thinking at HPI – dSchool, in Germany.

Naturally curious, love gets ideas flying off the paper. He always tries to see things from different angles to enact better futures. In his free time, spend exploring uninhabited places around the world surfing.

Fique Ligado

    Inscreva-se na newsletter da Echos para ficar acompanhar as novidades da indústria, notícias de inovação e ofertas exclusivas.

    Forgot your password? Click here to reset.

    Presença Global

    © Copyright 2019 Echos. All rights reserved.