O que se entende por projeto sustentável? Entenda agora!

Para entender o que é projeto sustentável é importante saber que ele tem um compromisso com as próximas gerações.

Assim, os recursos utilizados e os benefícios gerados precisam respeitar algumas diretrizes para que o desenvolvimento econômico aconteça de maneira responsável.

Por isso, existe um tripé que explica o conceito, garantindo a abrangência necessária a partir das perspectivas social, ambiental e econômica.

Afinal, numa sociedade complexa, há diferentes maneiras de exercer responsabilidade, devido aos inúmeros fatores que integram a relação do mercado.

Portanto, para diferenciar projetos sustentáveis daqueles que não são, além de reconhecer a importância dessa caraterística, continue a leitura do post!

Por que se importar com sustentabilidade?

As mudanças climáticas, esgotamento de recursos, aumento da população e da desigualdade social explicam o porquê da sustentabilidade ser tão necessária.

Tanto é que o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mantém um portal sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, a fim de prestar contas sobre os compromissos assumidos com a ONU quanto aos avanços de 17 áreas até 2030.

A conscientização sobre sustentabilidade é responsável por inúmeras causas. Entre elas:

  • 84,4% de redução na emissão de gás carbônico entre 2004 e 2011;
  • tendência de diminuição no desmatamento, com a menor taxa sendo 4.571km² (2012). Em 2017 o desmatamento foi de 6.947 km².

Sustentabilidade

O entendimento do que é sustentabilidade surgiu através da Convenção sobre Ambiente Humano promovida pela ONU (Organização das Nações Unidas) no ano de 1972 em Estocolmo (Suécia) e tem atenção e empenho do órgão desde então.

Nesta reunião foi abordada a necessidade de desenvolver o mercado atual sem perder de vista as décadas a seguir e, com isso, se instalou o conceito de desenvolvimento sustentável.

Conforme o Relatório Brundtland da ONU:

“Na sua essência, o desenvolvimento sustentável é um processo de mudança no qual a exploração dos recursos, o direcionamento dos investimentos, a orientação do desenvolvimento tecnológico e a mudança institucional estão em harmonia e reforçam o atual e futuro potencial para satisfazer as aspirações e necessidades humanas.”

O que se entende por projeto sustentável?

A WWF Brasil descreve a transição de uma empresa não sustentável, mostrando que ela parte de uma convicção que este ‘Não é um problema meu’ e passa por uma conscientização progressiva entre ‘Redução de impacto‘, ‘Impacto Zero’ e, por fim, ‘Rede de impacto positivo’.

A legislação é um instrumento motivador para a adesão, assim como outras articulações políticas e sociais que façam da sustentabilidade e da responsabilidade social pautas em evidência.

A WWF termina a lógica das etapas, ao mostrar que, durante elas, as ações de sustentabilidade no mercado:

  • começam com a filantropia — com o objetivo de compensar o efeito negativo da atividade econômica (replantio de árvores é um exemplo) — e cumprimento das leis e normas vigentes; 
  • se desenvolvem com a incorporação delas na estratégia da companhia (a Natura usa refis desde 1983, diminuindo a utilização de plástico) e;
  • por fim, evoluem ao ponto de serem criadas soluções para os problemas mundiais (reciclagem de lixo eletrônico, por exemplo).

Tripé da sustentabilidade

Como mencionado na introdução, o tripé da sustentabilidade é composto pela responsabilidade social, ambiental e econômica.

Tais perspectivas são possíveis a partir do momento em que os agentes e ativos da sociedade são vistos como um todo. Ou seja, capazes de impactar e sofrer impacto um dos outros.

Ao contribuir para que eles funcionem de maneira consciente, constrói-se uma sociedade madura e mais justa do ponto de vista do desenvolvimento econômico.

Social

As ações esperadas por esta perspectiva apontam o olhar e os esforços para a promoção dos cidadãos, ao criar condições para um desenvolvimento e atuação plena.

Para tanto, é preciso que a empresa não só respeite como também fomente e invista projetos voltados para áreas como:

  • Direitos Humanos;
  • Saúde e Nutrição;
  • Educação;
  • Boas condições de trabalho;
  • Ações sociais e comunitárias;
  • Diversidade.

Ambiental

Fonte de tudo o que vemos, criamos e consumimos, a natureza é um recurso que ainda sofre com a falta de respeito sobre seus limites.

Uma vez compreendido o papel fundamental que ela cumpre, cabe aos governos primar por ela ao criar mecanismos de defesa e preservação e fiscalizar sua efetividade, assim como as empresas devem cumprir as normativas, criarem alternativas ecológicas e usarem com responsabilidade:

  • fontes energéticas;
  • biodiversidade;
  • água;
  • reciclagem;
  • emissão de gases;
  • agricultura;
  • descarte e reciclagem.

Econômico

Por fim, as diretrizes econômicas estão vinculadas à capacidade da companhia de ser rentável a longo prazo.

Mas não é só isso. O comprometimento deve se estender com a transparência na prestação de contas para os stakeholders, sociedade e governo.

Assim, sobre o que se entende sobre projeto sustentável, estão em foco na sustentabilidade econômica:

  • performance econômica;
  • transparência contábil;
  • objetivos financeiros;
  • governança corporativa.

O gestor na sustentabilidade dos projetos

projeto sustentável

O gestor deve garantir que as diretrizes sustentáveis assumidas pela empresa sejam cumpridas, a partir de monitoramento e articulação ativa junto aos parceiros.

As premissas da sustentabilidade também precisam estar presentes nas ações corriqueiras de cada colaborador e ganhar escala com os projetos sustentáveis, a fim de se tornar um valor da empresa, um hábito, algo intrínseco à sua forma de agir.

Por exemplo, ninguém consegue imaginar a Natura sem ter, no subconsciente, a imagem sustentável que ela assume em suas operações, seja no trabalho com comunidades locais na extração de matérias-primas, no trabalho social do Crer para Ver ou em todas as licenças e prêmios ambientais que possui.

Assim, empresas que equilibrarem seus interesses com os da sociedade a partir da sustentabilidade têm acesso a inúmeros benefícios.

Entre eles, o maior comprometimento dos colaboradores, o engajamento e fidelização dos clientes e a valorização de mercado.

E se quer ter ideias de como colocar em prática o que se entende por projeto sustentável, veja o papel da inovação social neste processo!

ECHOS

A Escola Design Thinking foi criada para aqueles que desejam estar na fronteira da inovação.

Criada em 2012 pela Echos – Laboratório de Inovação, a Escola Design Thinking é uma escola de inovação na prática que tem como propósito formar a nova geração de inovadores.

Esqueceu a senha? Clique aqui para resetar.