Equipe multidisciplinar: como trabalhar a inovação no time da empresa - Escola Design Thinking

Qual sua maior dificuldade para promover a inovação na empresa?

Preencha seus dados e entraremos em contato:

Obrigado!
Em breve um de nossos consultores entrará em contato com você.
Houve um erro ao tentar enviar suas informações!

Montar um time de profissionais de capacidades, técnicas e experiências diferentes é uma opção para as fortalecerem seus processos e sua cultura, potencializando a forma de atuar. Esse tipo de formação, variado e complementar entre os seus membros, é o que chamamos de equipe multidisciplinar.

Essa configuração é importante, pois, uma empresa forte é formada por pessoas que sustentam cada ponto da organização. Assim, o time múltiplo e bem estruturado é necessário para o sucesso de qualquer empreendimento e é a partir dele que pode nascer, também, a inovação.

É justamente sobre isso que vamos falar agora. Neste post mostramos quais as vantagens de uma equipe múltipla, além de um caminho possível para inovar a partir dela!

O que é equipe multidisciplinar?

Equipe multidisciplinar é um time de profissionais de diferentes áreas do conhecimento que se complementam, a fim de possibilitar maior abrangência na discussão do problema e criar melhores alternativas de soluções, do ponto de vista da inovação e da entrega de valor.

A ideia é unir talentos sob um objetivo comum para que, juntos, possam contribuir com a sua individualidade de maneira a fortalecer o coletivo. Ou seja, um fluxo de aprendizado e interação em que cada um, a partir da sua área de domínio, possa agregar e gerar conhecimento e, ao aprender com os demais, também consiga utilizar tais conhecimentos a favor da tarefa a ser cumprida.

Como montar equipes multidisciplinares?

O time multidisciplinar varia conforme a natureza do objetivo a ser solucionado. Afinal, o que auxilia na criação de um software de finanças, provavelmente contribuirá pouco com o desenvolvimento de um alimento vegano.

Assim, é ideal ter clareza quanto ao objetivo a ser cumprido para que se possa mapear e selecionar as áreas de conhecimento certas para ele.

E, para além das competências técnicas, também é necessário avaliar habilidades comportamentais na seleção do profissional em si, pois, para funcionar, essa formação múltipla depende de algumas premissas.

Princípios de trabalho de times multidisciplinares

Esse tipo de grupo tem sempre alguns denominadores em comum que garantem o bom funcionamento das suas funções e processos. Comunicação é um dos pontos que marcam as equipes multidisciplinares. Por virem de contextos distintos e enxergarem pontos de vista diferentes, as discussões e construções tendem a ser mais ricas.

Ademais, a colaboração é outro ponto importante. Uma vez que haja perfis diferentes e conhecimentos técnicos variados, tal junção exige que esses profissionais interajam mais na hora de executar qualquer plano ou tarefa. Com isso pretende-se que cada um se faça entender pelos demais e possibilite a construção de novas ideias.

Decisões mais seguras

Ao integrar diferentes competências, as decisões são tomadas a partir de maior embasamento. Com isso se tem ações mais assertivas, pois, com o auxílio dos diferentes profissionais é possível avaliar inúmeras variáveis e perspectivas de cada problema ou atividade a ser sanada.

Assim, na escolha dos membros, ainda que haja o papel da liderança para estabelecer o ritmo do trabalho, há a necessidade de que os membros saibam ouvir, sejam abertos a novas possibilidades, pré-dispostos a partilhar informações, construir e debater ideias.

Desafios da equipe multidisciplinar

Pessoas tendem a dialogar mais e melhor com os seus pares e em times multidisciplinares é tirado esse conforto. Contudo, a conversa e a colaboração precisam funcionar, já que cada membro tem a sua própria contribuição, pois, ser multidisciplinar não significa apenas abrigar profissionais com distinções – eles precisam agir de forma complementar para resultar em melhores resultados.

Outra questão é a confiança e segurança que precisam ser geradas, uma vez que os membros da equipe precisam poder contar uns com os outros para tomar decisões. A tendência de se firmar na própria ideia, ao invés de avaliar o melhor para a persona deve ser monitorada e mitigada.

Dados os entraves que podem atrapalhar o trabalho da equipe múltipla, vale saber como orientar o trabalho para resultados positivos.

Como gerir um time multidisciplinar?

Uma das características dessa configuração de trabalho é a liderança situacional. Assim, a cada projeto, além de profissionais poderem ser retirados e/ou somados, dada a necessidade, também pode haver variação na liderança, de acordo com a área proeminente do objetivo a ser cumprido ou da natureza do projeto.

E, para que consigam produzir juntos, o líder vigente precisa cumprir algumas etapas.

Etapas estabelecidas

Todo profissional precisa entender o que e como fará algo, ainda que o resultado seja desconhecido por todos. Contudo, limitar demais o que cada um fará não cria o ambiente de convergência favorável à inovação.

A abordagem design thinking proporciona esse equilíbrio entre manter todos sob um fluxo organizado, sem comprometer, no entanto (ao contrário, o DT potencializa), a criatividade.

Fortaleça o coletivo

É sempre positivo realçar o papel do time. Isso requer monitoramento e também intervenções, pois, certamente, haverá a necessidade.

Tais intervenções devem ser de forma a auxiliar o processo a voltar a ser construtivo e não uma repreensão ao comportamento em si.

Assim, se algum dos profissionais estiver falando demais, é preciso intervir e pedir a opinião dos demais. Caso haja desvio do assunto, perguntar como aquele ponto contribui com a tarefa a ser cumprida e relembrar o último ponto produtivo para que possam avançar.

Feedbacks

Feedbacks individuais são sempre bem-vindos, tanto para reconhecimento positivo quanto para ajustes.

É interessante que haja esse tempo separado, pois, com o trabalho coletivo, pode surtir a sensação de não estar sendo visto, o que pode gerar desmotivação ou uma necessidade excessiva de se mostrar presente.

Ao estabelecer a prática do feedback consegue-se equilibrar o desenvolvimento individual com o coletivo.

Por que um time multidisciplinar faz a diferença?

Há diversos benefícios para a empresa como um todo. O primeiro deles é que esse caráter significa equipes mais autossuficientes. Um time de pessoas que contribuem de formas distintas e complementares depende menos de interferência externa. Tudo se resolve mais facilmente sem precisar de suporte de pessoas de fora.

A comunicação é um desafio que pode ser contornado quando bem trabalhado. Colocando sempre pontos que estimulam o diálogo, o time como um todo tem a ganhar quando pessoas diferentes contribuem para um mesmo objetivo. Os envolvidos em equipes multidisciplinares também aprendem mais ao disseminar, cada um, o que sabe.

Trabalhar em meio a uma time multidisciplinar também pode ser uma forma de liberar a criatividade. As pessoas conseguem contribuir mais individualmente e, cada um com sua expertise, promover discussões mais diversas, com pontos de vista que podem levar a caminhos até então não imaginados por pessoas que pensariam de forma mais parecida. Com essas características da multidisciplinaridade das equipes, um bônus provável e muito importante para as empresas é a geração de motivação.

Motivação

A ideia de trabalhar com pessoas diferentes, somado aos benefícios do time multidisciplinar, tende a elevar os colaboradores a um estado de motivação superior. Isso porque se fomenta o aprendizado e a criatividade, fazendo com que se sintam mais satisfeitos e também desafiados. Em um nível individual, o caráter multidisciplinar de uma equipe colabora também para o desenvolvimento do profissional. Aprender a lidar com colegas que trazem algo diferente para o trabalho ajuda no crescimento do profissional como alguém que lida melhor com as diferenças e aprende com os outros.

Além disso, os profissionais integrantes consegue desenvolver mais facilmente uma característica importante para se dar bem no mercado atual: a empatia. A empatia é a capacidade de se imaginar no lugar de outros para entender em profundidade os seus problemas, dores e buscar soluções para resolvê-los. Tê-la significa ter a capacidade de desenvolver soluções melhores, uma vez que se preocupa e tem a capacidade de entender a dor do público-alvo.

Afinal, ao trabalhar com a diversidade e a pluralidade de ideias, fica mais fácil se colocar no lugar das outras pessoas. Situação essa que facilita a geração de insights e soluções que vão gerar valor real para outras pessoas e organizações. As características, fatores e vantagens da equipe múltipla, quando combinadas, tem potencial para algo importantíssimo para as empresas: a geração de inovação.

Como equipes multidisciplinares geram inovação?

Inovação significa mudar a forma de resolver problemas, ao propor soluções melhores e inéditas, em diferentes graus (completamente nova ou acrescentando atributos), que agreguem um valor perceptível (facilidade, otimização de tempo e tantos outros) para o cotidiano do público ao qual é destinado. Assim, empresas que desejam inovar, criar em um time multidisciplinar é caminhar nessa direção.

Isso acontece, em primeiro lugar, porque multidisciplinaridade denota um diálogo mais forte. Para quem quer começar a pensar em inovar, o diálogo é um bom ponto de partida – é a partir dele que ganha forma a etapa de brainstorm e de levantamento de hipóteses para resolver qualquer situação.

Como a multidisciplinaridade traz pontos de vistas e experiências distintas, a busca por soluções inovadoras já começa mais favorável – pessoas diferentes contribuindo para uma solução conseguem pensar e enxergar situações de forma mais ampla.

Imagine uma empresa que produz e vende inovações tecnológicas para pessoas comuns. Se sua equipe for extremamente técnica na hora de pensar nas soluções do negócio, sem um olhar de quem vem de outras áreas, formações e contextos, o produto final pode não ficar claro o bastante para quem for utilizar. E uma tecnologia que não é intuitiva e não consegue ser utilizada corretamente pelos consumidores não merece ser chamada de inovadora.

Mindset necessário

Por fim, a inovação deve ser vista como um verdadeiro processo e um mindset necessário para o dia a dia das empresas. Para inovar de verdade, organizações e profissionais precisam trabalhar continuamente em busca de soluções de valor real.

Quando a equipe é multidisciplinar e consegue trabalhar de forma colaborativa e concentrada, fica muito mais fácil desenvolver, ao longo do tempo, a ideia de inovação na teoria e na prática. A multidisciplinaridade do time, então, colabora para desenvolver a ideia de inovação e buscá-la pelo caminho do diálogo, da empatia e da complementação de ideias e aprendizados. Assim, é claro, fica muito mais fácil inovar!

Gostou de saber mais sobre equipe multidisciplinar? Não deixe de passá-lo adiante: compartilhe nas suas redes sociais para que mais pessoas possam aprender a inovar com equipes multidisciplinares!

Echos

Designing Desirable Futures.

Esqueceu a senha? Clique aqui para resetar.