Estamos criando um ecossistema inovador e sustentável para o jornalismo e o setor editorial em um mundo onde fontes de notícias autênticas e confiáveis são difíceis de verificar.

A importância de entidades jornalísticas confiáveis tem se destacado devido aos eventos que vêm moldando nosso mundo, como o contínuo impacto da COVID-19. Para se manterem relevantes, as organizações de notícias precisam alterar seus modelos de negócios devido à mudança de hábitos do público e à disseminação de desinformação. É essencial que essas entidades não apenas estabilizem seus negócios, mas também que projetem novos futuros para seus setores. Por isso, é necessária uma mudança no jornalismo para garantir que tanto as organizações que estão surgindo agora quanto as já estabelecidas possam oferecer jornalismo de qualidade no presente e no futuro.

Parceria Echos e Google News Initiative

A Echos é parceira da Google News Initiative desde 2019 no Design Accelerator Program, The Product Labs e GNI Startups Lab. O GNI Startups Lab é um programa que dá apoio a entidades de notícias em um estágio inicial de desenvolvimento em um caminho para a sustentabilidade financeira e operacional. O objetivo da Google News Initiative é ampliar seu trabalho com jornalistas, editores e líderes do setor para ajudar a construir um futuro resiliente para as notícias em todo o mundo. Isso ajuda a estabelecer práticas jornalísticas para desenvolvermos um mundo mais informado e é fundamental para a missão do Google e da Echos de criar futuros mais desejáveis.

Ao longo da execução do GNI Startups Lab e dos Design Accelerator Programs, demos suporte a mais de 55 organizações de notícias em toda a região da APAC (Ásia-Pacífico), Índia e Brasil. E o que aprendemos sobre o futuro do jornalismo?

Segundo nossa experiência, o caminho para criar uma empresa sustentável está em saber exatamente quem é a audiência e criar ofertas relevantes para ela. Para que uma história jornalística seja bem-sucedida, ela deve ter um público-alvo dedicado e comprometido em ouvir, compartilhar e se envolver com o conteúdo.

Cada startup aprendeu a descobrir o que era importante para seu público e, em seguida, aprendeu a envolvê-lo mais profundamente com seu conteúdo por meio de uma abordagem facilitada pelo design.

Como o design ajuda a acelerar o crescimento das organizações

O GNI Startups Lab é um programa acelerador de design que apoia startups de mídia para que obtenham impacto nas áreas de alto crescimento dos ecossistemas digitais. O programa guia os empreendedores por 16 semanas de mentoria, treinamento e workshops sobre foco na audiência, produtos digitais, modelos de negócios, marketing, estratégia, crescimento, construção de comunidades e captação de recursos.

O primeiro passo para cada uma das startups que entraram na jornada de aceleração começou com seu público-alvo. O futuro das empresas de jornalismo está atrelado à relevância do conteúdo e à proposta de valor que oferecem ao seu público. Atualmente, os consumidores de mídia esperam que as notícias os ajudem a lidar com seus desafios diários, tomar decisões e se divertir. Devido a essas mudanças na forma como a informação vem sendo consumida ao longo dos anos, estar atento aos novos hábitos e comportamentos da audiência é fundamental para que novas iniciativas jornalísticas prosperem. Para isso, os métodos e ferramentas de design thinking são grandes facilitadores nesse processo.

Com o aumento de relacionamentos baseados em valor entre consumidores e organizações, também é essencial considerar como as notícias podem abordar as atuais questões sociais. Afinal, encontrar e se envolver com públicos-alvo que se identificam com esses problemas é fundamental para construir e manter um público engajado e leal.

Cases GNI

Uma dessas startups que participou do programa é a Alma Preta, fundada em 2015 como um coletivo de universitários e comunicadores negros para enfrentar o racismo no Brasil. Desde então, obteve sucesso no cenário midiático. Isso, porque, a Alma Preta queria se tornar uma agência nacional de notícias por meio de captação de recursos para se tornar uma organização financeiramente sustentável.

Em 2020, expandiu sua atuação e atualmente conta com polos em São Paulo, Pernambuco e Bahia. O trabalho realizado no GNI Startup Lab gerou um foco maior nas agendas antirracistas, tema de grande relevância não só no Brasil, mas no mundo. Embora mais de 56% dos brasileiros se identifiquem como negros, há muito pouca representação de vozes e temas negros na mídia.

A Alma Preta combate a desinformação produzindo artigos antirracistas e assuntos relacionados ao tema, que são cruciais para avançarmos em direção a um futuro mais justo. Durante o programa de aceleração, duas novas metas foram estabelecidas: ampliar o alcance da audiência e formalizar o serviço de consultoria realizado pela Alma Preta. Para expandir o alcance do público-alvo, os produtos existentes foram adaptados para refletir as preocupações do público de nicho em áreas regionais.

As estratégias da Alma Preta

A Alma Preta criou um menu de serviços para apresentar aos clientes a fim de formalizar seus serviços de consultoria. Os seguintes serviços foram desenvolvidos com base no entendimento das necessidades de seus potenciais clientes:

  • Produção de conteúdo: artigos, manuais e livretos
  • Palestras: assessoria para liderança, racismo institucional/estrutural e diversidade
  • Minicursos: cursos antirracistas e treinamento em sustentabilidade financeira para mídias independentes
  • Consultoria: assessoria e estratégia, comitês de diversidade, critérios de recrutamento e seleção

Desta maneira, o desenvolvimento de serviços de consultoria forneceu uma base sólida para a sustentabilidade financeira da organização. Eles desenvolveram um novo produto digital que aumentou significativamente o número de visitantes e membros do site. A Alma Preta está criando um futuro melhor por meio de uma maior conscientização sobre o antirracismo. Ou seja, ela se concentra nas necessidades da audiência, consumidores de mídia e clientes empresariais. Saiba mais sobre o trabalho de Alma Preta neste vídeo de estudo de caso.

Resultados de crescimento do público-alvo

O uso de uma abordagem centrada no design permitiu que cada organização se beneficiasse do programa. Assim, houve o desenvolvimento de uma melhor compreensão de seu público e combinando um foco centrado na audiência com uma mentalidade de pensamento de produto. Isso ajudou cada uma das 55 startups a crescer de forma sustentável. O Design Accelerator forneceu as competências necessárias para incorporar o Design Thinking no planejamento estratégico e no desenvolvimento de produtos. Os participantes também aprenderam a conceituar e testar modelos de negócios com foco no público-alvo como princípio orientador, atuando como uma espécie de estrela guia.

As startups atingiram seus objetivos por meio da exposição a diferentes competências, como o domínio de novos conceitos e uma maior compreensão dos públicos que atendem. Sendo assim, elas obtiveram insights conversando com sua audiência, aprendendo e testando novas ofertas para resolver suas necessidades inexploradas.

Deste modo, as empresas agora estão preparadas para gerar relatórios de alta qualidade para comunidades locais, abordar temas únicos e atender comunidades anteriormente carentes em toda a Índia, Brasil e região APAC com empatia, colaboração e experimentação em seu núcleo.

Saiba mais sobre nosso trabalho com startups baixando nossos relatórios completos da Índia (em inglês) e do Brasil.

Tem alguma dúvida sobre como nosso programa pode acelerar seu futuro? Entre em contato conosco; estamos sempre felizes em compartilhar mais insights.

Megan Davis

Originalmente do Michigan, vive atualmente em Melborne, Megan se considera uma cidadã do mundo. Ela vem descobrindo histórias desde 2012, se especializando em estratégia de narrativas e storytelling para negócios que ousam criar novas realidades e futuros.
Ela viajou o mundo conduzindo oficinas em Nova York, Londres e Berlim, e mais recentemente em Lisboa na House of Beautiful Business em 2019 para ensinar pessoas como conectar com storytelling para entregar estratégias e resultados de negócio.
Colocando a empatia em primeiro lugar no negócios e na vida, ela ama compartilhar seu conhecimento ao falar, treinar e oferecer consultoria em projetos que estão mudando o mundo.

Fique Ligado

    Inscreva-se na newsletter da Echos para acompanhar as novidades da indústria, notícias de inovação e ofertas exclusivas.

    Forgot your password? Click here to reset.

    Presença Global

    © Copyright 2022 Echos. All rights reserved.