A EscolaIn CompanyDesiredMateriaisContato

Como organização e sociedade, devemos dar o salto de nosso passado coletivo do “antes dos tempos” para um novo mundo após a COVID. Enquanto as coisas começam a ficar mais estáveis, ainda há muitos desafios e incertezas pela frente.

A Dra. Genevieve Bell, futurista e diretora da Universidade Nacional Australiana do Instituto 3A e da Intel Fellow, diz que desde o início da pandemia global entramos em um período conhecido como ‘tempo liminar’ ou um período entre tempos.

Este “tempo entre tempos” refere-se a um sentimento de ter deixado para trás nossas vidas anteriores, sem saber o que será esse novo mundo. A única maneira de entrar neste novo mundo é mudar e adaptar-se. Para as organizações, este é um momento crítico de transformação. No campo da inovação, entendemos que estes momentos de transição criam enormes oportunidades, pois revelam novas informações.

Este momento liminar está ampliando as necessidades do cliente e do usuário. Agora é mais fácil ver coisas que estavam escondidas ou entender o que antes não fazia sentido. Por exemplo, algumas empresas estão vendo que seus clientes não querem mais consumir seus produtos ou serviços. Há muitas razões potenciais para isso. Os clientes podem descobrir que um serviço não é mais necessário, ou que não é fácil de usar. Como uma empresa, é importante observar porque isto está acontecendo. As pessoas estão abertas a compartilhar suas opiniões devido aos diferentes níveis de isolamento e do trabalho em casa. Como estamos interagindo menos, as pessoas estão desejando mais conexão e estão mais abertas a fornecer feedback.

Devido às mudanças em nossas vidas, somos capazes de examinar nossos desejos e necessidades. Coisas que não estavam aparentes anteriormente, foram descobertas e ampliadas pela crise. Os clientes estão mais conscientes do que é “bom ter” e do que é “precisoa ter”. Este é um momento crítico para que as organizações interajam com seus clientes e lhes perguntem do que eles precisam para avançar.

Todas as organizações sabem que a inovação e a mudança não são mais opcionais. Agora são críticas para os negócios. Este é o melhor momento para revisitar a estratégia geral de inovação de uma organização.  Os próximos dias continuarão a exigir guinadas das empresas, por isso, é importante compreender a capacidade interna para o trabalho que deve ser feito. 

A Echos desenvolveu uma avaliação  da maturidade do design e inovação para organizações. Antes de empreender uma jornada de transformação, devemos primeiro entender em que estágio uma organização está operando. Este processo é conduzido através de uma série de perguntas focadas nos valores e cultura fundamentais da organização. Em particular, a compreensão dos valores empatia, colaboração e experimentação ajudam a compreender a cultura geral do design. 

Exemplos de questões que acedem aos valores são:  o negócio é centrado no usuário? Eles se envolvem atualmente em pesquisas que aplicam aos seus produtos e serviços? A liderança adota abordagens centradas no usuário? O ambiente de trabalho é colaborativo? Eles trabalham de forma interfuncional? Eles estão experimentando novas ideias? Eles valorizam o fracasso e se movem rapidamente para obter melhores resultados? O design já faz parte de sua cultura? Estas perguntas nos ajudam a entender a maturidade do design de uma organização antes de embarcar em uma jornada de inovação com eles.

A inovação é um processo diferente para as organizações, dependendo de onde elas se encontram na escala de maturidade. Para aqueles com uma perspectiva mais tradicional, mesmo pequenas mudanças, por exemplo, tornando-se centradas no usuário, podem ser disruptivas. Entretanto, a capacidade de inovação de todas as organizações, independentemente de sua maturidade, está sendo testada. Mesmo aquelas com metodologias de  design avançadas estão aprendendo e vendo seus usuários de uma nova maneira. Questões que podem ter sido mais difíceis de serem vistas no passado estão agora claras. As necessidades de seus clientes e usuários são ampliadas e o caminho a seguir começa a emergir.

Enquanto ainda estamos no que a antropóloga Genevie Bell descreve como um momento liminar; a poeira está começando a assentar. Enquanto fazemos planos para avançar, devemos nos perguntar: o que faz sentido para sua organização? Enquanto as coisas ainda estão se formando e o novo mundo ainda está emergindo, como podemos estar mais abertos ao processo de inovação? 

As viagens são um grande exemplo de como isto funciona. Durante a viagem, uma pessoa se encontra em um contexto diferente. Elas estão abertas a experimentar, sejam novos pratos ou atividades. Quando as pessoas estão fora de suas vidas normais, elas se tornam abertas à experimentação. 

É semelhante para todo o ecossistema em que vivemos. Quando as empresas, organizações, comunidades e sociedade estão fora de nossas zonas de conforto, estamos abertos à experimentação. Há uma oportunidade de redesenhar nosso mundo. 

Ao embarcarmos nesta jornada de transformação de nossas organizações, há uma última coisa que devemos considerar. Devemos ser éticos. É fundamental trazer pessoas diversas para esta conversa e co-criar os próximos passos à medida que fazemos a transição para algo novo. Isto é ser centrado no ser humano. Isto é ser centrado na sociedade. Isto é chave para a sobrevivência das organizações para navegar nos tempos incertos que se aproximam, à medida que evoluímos como empresas e culturas.

Ao planejar os próximos passos para a jornada de inovação de uma organização, pergunte quais etapas são necessárias para ajudá-la a emergir deste momento para o próximo. É fundamental olhar para nossos pontos fortes e ter otimismo para saber que um mundo melhor surgirá se, intencionalmente e coletivamente, o projetarmos juntos. Neste tempo limiar é importante criar um entendimento de onde a sua organização se encontra em termos de maturidade de design. Esta avaliação o ajudará a compreender onde você se encontra atualmente e quais são os próximos passos necessários para avançar em direção a um novo futuro.

Echos

Designing Desirable Futures.

Fique Ligado

    Inscreva-se na newsletter da Echos para ficar acompanhar as novidades da indústria, notícias de inovação e ofertas exclusivas.

    Forgot your password? Click here to reset.

    Presença Global

    © Copyright 2019 Echos. All rights reserved.