A EscolaIn CompanyDesiredMateriaisContato

Ao longo dos anos uma gama diversificada de indústrias vêm aprendendo metodologias de design thinking como maneiras de criar soluções para seus problemas. Com as disrupções adicionais que o COVID -19 criou, muitas indústrias estão reconhecendo a necessidade de mudança sistêmica radical.

Ano passado antes da pandemia, nós começamos a desenvolver uma nova experiência de aprendizagem online, o Design Thinking Online. Lançamos o curso na língua Portuguesa em maio deste ano. Estamos vendo resultados incríveis, alguns esperados e outros surpreendentes. Com tantos negócios e indústrias lançando seus produtos de aprendizagem online, nos sentimos inspirados em compartilhar nossas descobertas até agora.

Lição Número Um: Colaboração Radical

Estamos vendo interesse no design thinking por indústrias e áreas no Brasil que nunca antecipamos. O que é emocionante sobre isso é que está criando uma ‘colaboração radical’.

Colaboração radical acontece quando uma série de pessoas fornecem seus pontos de vista únicos sobre um problema ou processo. Isso cria um ambiente de maior criatividade, pois os alunos conseguem entender novas maneiras de ver e pensar sobre os problemas. 

O mundo está clamando por novos sistemas. Novos sistemas não nascem dos antigos, mas de perspectivas inteiramente novas. Isso envolve colaboração radical entre diversas indústrias, profissões, experiências culturais e nacionalidades.

Ricardo Ruffo, CEO Global e Fundador da Echos compartilha: “Precisamos redesenhar sistemas que estivemos usando pelos últimos 100 anos. Eu acredito que há uma oportunidade em focar na crise e ver o que é realmente significativo. Podemos criar novos sistemas com colaboração radical ao conectar escolas de design pelo mundo para fomentar um mindset diferente. Temos infinitas oportunidades em nossas mãos.”

Indivíduos possuem o poder se criar mudança em nível sistêmico. As ações de uma pessoa podem se espalhar no ambiente de trabalho, indústria e vida pessoal para influenciar sistemas. E nós sabemos que isso é feito principalmente através da educação.

Lição Número Dois: Construindo Interação

Ao longo dos anos facilitando projetos online nós sabemos que engajamento é a chave para resultados de aprendizagem bem sucedidos. É aqui que ferramentas como Slack ou plataformas que permitem comentários em módulos impulsionam o engajamento e geram conversas.

A primeira vista os alunos não estavam entrando nos canais de Slack para conversar. Começamos lançando desafios e perguntas para a comunidade para despertar interesse. Tem sido particularmente interessante ver os participantes compartilhando suas histórias pessoais e insights específicos de sua indústria.

No final, os canais de Slack receberam alto engajamento dos alunos. As histórias compartilhadas eram pessoais e cheias de detalhes de suas vidas diversas. 

Dentro do módulo do curso encorajamos o compartilhamento de informação e insights através de comentários e seções na plataforma. Isso despertou conversas entre a comunidade à medida que eles compartilhavam pensamentos e discutiam o conteúdo.

Lição Número Três: Taxa de Retenção

Plataformas de aprendizagem online geralmente relatam baixas taxas de conclusão de curso. Para combater isso, sugerimos encontrar um ritmo. Conteúdo deve ser liberado em estágios com módulos para ser completado dentro de um prazo específico. Tendo uma liberação rítmica e prazos impede os alunos de ver o curso como um todo e se sentir sobrecarregados. Ao invés disso, eles dão um passo de cada vez, permitindo aos alunos se aprofundar no trabalho do curso e construir autonomia do aprendiz.

Autonomia do aprendiz é um aprendizado auto guido sem o uso de um facilitador que age como uma autoridade gerenciando tempo ou no processo de validação.  O autogerenciamento é fundamental para criar colaboradores inovadores que não tenham medo de problemas complexos. A autonomia do aluno estabelece as bases para a confiança criativa e a autogestão.

Reinaldo Campos, Sócio e Head de Experiências de Aprendizagem explica: “Queremos empoderar novos design thinkers a se tornar líderes de seus próprios processos de aprendizagem.”

A força de trabalho necessária nos próximos meses, semanas e anos precisará desse tipo de independência para projetar novos sistemas resilientes e socialmente conscientes com confiança 

A Hora É Agora

Nunca houve momento mais importante para aprender as habilidades vitais do futuro. Uma gama diversificada de perspectivas será necessária para resolver os problemas complexos e difíceis deste século. Pergunte-nos como desenvolver seu próprio produto digital ou participe da experiência de aprendizagem na Escola Design Thinking. 

Megan Davis

Originalmente do Michigan, vive atualmente em Melborne, Megan se considera uma cidadã do mundo. Ela vem descobrindo histórias desde 2012, se especializando em estratégia de narrativas e storytelling para negócios que ousam criar novas realidades e futuros.
Ela viajou o mundo conduzindo oficinas em Nova York, Londres e Berlim, e mais recentemente em Lisboa na House of Beautiful Business em 2019 para ensinar pessoas como conectar com storytelling para entregar estratégias e resultados de negócio.
Colocando a empatia em primeiro lugar no negócios e na vida, ela ama compartilhar seu conhecimento ao falar, treinar e oferecer consultoria em projetos que estão mudando o mundo.

Fique Ligado

    Inscreva-se na newsletter da Echos para ficar acompanhar as novidades da indústria, notícias de inovação e ofertas exclusivas.

    Forgot your password? Click here to reset.

    Presença Global

    © Copyright 2019 Echos. All rights reserved.