A EscolaIn CompanyDesiredMateriaisContato

Heron se considera um desbravador: já viveu em diversas cidades no Brasil e no mundo e saiu do mundo do direito para se aventurar no marketing digital. Apaixonado por inovação, além de curtir muito meditar, se viu num momento profissional desafiador: como líder de marketing na empresa onde atua deveria criar novos produtos de educação corporativa e uma experiência incrível para os usuários.

Após participar do curso Service Design Experience ele  compartilha conosco como foi a vivência. Confira!


Conte um pouco sobre sua história, o que você faz, seus interesses e se fosse um animal qual seria.

Tenho uma história nômade. Já morei em 7 cidades do Brasil, vivi em 4 países, viajei por vários lados e hoje estou me encontrando no Marketing Digital, mais especificamente no Growth Hacking. Tenho como valores pessoais diálogo, respeito e gratidão. Sou apaixonado por liderança (e pela desconstrução do conceito “hierárquico” dela), busco muita coisa sobre gestão, inovação social, life hacks, prático meditação, para calar a mente e faço Mahamudra, para fazer as energias circularem. Se fosse um animal, seria um cachorro, com certeza!

O que te motivou a procurar o curso de Design e Inovação para Serviços?

O curso veio no momento certo. Eu estava assumindo os projetos de marketing digital da empresa onde trabalho e eu tinha que criar produtos novos de educação corporativa, processos novos e, mais que isso, criar experiências para os usuários desses serviços. Eu vi no curso uma oportunidade para desenvolver novas habilidades de inovação, aprimorar algumas competências e aprender mais sobre serviços. Eu já conhecia um pouco sobre Design Thinking, havia lido várias coisas sobre o tema e tinha uma curiosidade gigantesca para vivenciar as ferramentas. Quando eu vi o curso Design e Inovação para Serviços, de primeira, fiquei louco de vontade de fazer, por que casaria exatamente com o meu momento de carreira e seria também a chance para matar (ou aumentar) minha curiosidade sobre o tema.

Durante o processo, quais desafios e aprendizados foram marcantes para você?

O meu maior desafio durante a experiência do curso foi me colocar no lugar do usuário de serviços, ser empático para com o personagem que estávamos trabalhando ali. Como eu venho de experiências de trabalho em consultoria de gestão para empresas, o meu olhar era automático (ou até viciado) para buscar soluções para a empresa fictícia que estava oferecendo o serviço para o consumidor. Deixar essa perspectiva de lado e, de fato, me colocar no lugar do consumidor foi revelador e, a partir do momento que eu consegui ter esse novo olhar, parece que eu parei de entender as ferramentas e passei a senti-las também. Daí tudo fluiu, do curso até hoje, usando as ferramentas no meu trabalho.

Você sentiu que estava aprendendo na prática?

Com certeza o aprendizado é prático, eu senti isso desde o primeiro momento. Esse foi outro ponto que me conquistou no curso, pois eu sou uma pessoa que só consegue aprender fazendo, pondo a mão na massa, travando a cabeça e compartilhando a experiência com os outros membros da equipe. O fato de experimentar as ferramentas e depois ter o de-briefing do que fizemos tornou o entendimento do todo muito mais fácil, por mais bagunçada que a minha cabeça tenha ficado em alguns momentos.

Após o curso, você se sente mais preparado como profissional? Quais seus planos para aplicar o que aprendeu? (aproveite para contar para nós se você está desenvolvendo alguma ideia ou projeto!)  A primeira coisa que senti após o curso foi uma vontade imensa de sair testando aquelas ferramentas todas na minha realidade, no meu trabalho. E o momento de estar assumindo um projeto novo, que exige de mim muita inovação, capacidade de gestão e, principalmente, o desenvolvimento de um serviço de educação corporativa capaz de gerar experiências positivas aos usuários, me permitiu muito utilizar as ferramentas. Tanto para matar minha vontade de utilizá-las como para me dar mais segurança na gestão do projeto e ter tomadas de decisão centradas no meu usuário. Hoje, tenho post-its e flip-charts com jornadas, mapas e fluxogramas de cada etapa do meu projeto espalhados pelas paredes do escritório. Todo mundo entende, sugere, critica, pergunta… É sensacional!
Resuma em uma frase (ou parágrafo) a experiência conosco 🙂

Uma experiência completa de design e serviços, extremamente prática e eficaz. Um verdadeiro convite para transformar a realidade de serviços.

Muito bacana não é?

A realidade do Heron está se tornando realidade do mercado. Cada vez mais produtos estão se tornam serviços, já que, no fundo, queremos soluções para as nossas necessidades. Uma dica para que você possa entender como criar serviços inovadores e começar a desenhá-los é a nossa ferramenta Mapa de Stakeholders. Com ela você exercitará uma visão sistêmica do seu serviço para criar uma jornada para o seu cliente. O material é gratuito e pode ser baixado aqui.

Por isso, queremos convidar você a aprender na prática a criar e gerenciar serviços relevantes, desejados e valiosos e que entreguem experiências memoráveis para seus clientes e sua equipe. Participe da próxima turma do curso de Service Design Experience! Mas aproveite, pois estamos com as últimas vagas. Saiba mais clicando aqui.


SCAN0280 (2)*Ex-estudante de Direito, hoje growth hacker em formação e sempre ser humano que só presta pra viver. Acredita que a vida é muito incrível para ser uma coisa só, se joga em experiências capazes de gerar novas consciências nas pessoas. Abrangente e passageiro, se demora apenas na essência do que está. Acredita que líderes bem preparados são capazes de transformar o mundo. Faz parte do time da Concept Consult e atualmente o que mais quer é ser excelente no que faz.

Echos

Designing Desirable Futures.

Fique Ligado

    Inscreva-se na newsletter da Echos para ficar acompanhar as novidades da indústria, notícias de inovação e ofertas exclusivas.

    Forgot your password? Click here to reset.

    Presença Global

    © Copyright 2019 Echos. All rights reserved.