A EscolaIn CompanyDesiredMateriaisContato

Do papel ao celular

Você já imaginou que uma das maiores empresas de tecnologia já foi uma fábrica de papel? Apesar da atual decadência, a história da Nokia, multinacional com origem filandesa, é para qualquer um aplaudir de pé.

A empresa começou a atuar no mercado durante a Revolução Industrial. Em seguida, ela entrou no ramo de armários de madeira e botas de borracha (que ainda hoje são fabricadas). Foi só em 1960 que a Nokia entrou no ramo tecnológico com a fabricação de modens de transmissão de dados e telefones.

Em 1987, a empresa lançou o primeiro aparelho de um ramo que viria a transformá-la em uma potência mundial: o telefone móvel, que pesava nada mais, nada menos que 800 gramas.

Cinco anos depois, em 1992, a Nokia lança o primeiro celular com tecnologia GSM, ou tecnologia 2G, que permitiu baratear os custos de transmissão de dados entre os aparelhos. Em 1994 é lançada a série 2100, que se revela um grande sucesso. Nessa época, a previsão da gigante filandesa era de vender 400 mil unidades, mas as vendas atingiram 20 milhões!

Nos anos seguintes, ela viria a lançar celulares que se tornaram ícones de uma geração, como o Nokia 2280 (aquele azul), o 3120 e o inesquecível celular da lanterninha, o 1110.

 

O início do fim… Será?

O lançamento do primeiro Iphone em 2007 foi o primeiro grande golpe que a empresa viria a sofrer. De lá pra cá a Nokia só veio perdendo espaço no mercado. Mas foi em 2011 que perdeu a liderança na venda de smartphones para a Apple e Samsung. O fato é que a empresa, que tanto se reinventou na sua história, parece ter perdido esse poder e fez escolhas ruins. Enquanto seus concorrentes avançavam, a Nokia ia ficando pra trás.

É aí que entra a importância de se reinventar e evoluir de acordo com as tendências do mercado. Muitos dizem que para a Nokia esse é o fim de uma era. Atualmente, a a empresa está fora do campo de smartphones após a venda da divisão para a Microsoft. Mas há boatos de que ela estaria se preparando para voltar ao mercado de celulares. A gente não duvida… pois uma empresa que se reinventou tanto no seu surgimento até atingir seu ápice… pode dar a volta por cima, não é mesmo?

E se você gosta do assunto vai gostar de saber que aqui na Escola Design Thinking temos um curso para quem quer criar ou reinventar o seu modelo de negócio de forma inovadora. Conheça o curso de Business Design.

Veja abaixo o vídeo que conta a história da Nokia!

 

Ricardo Ruffo

Ricardo Ruffo is a born entrepreneur, educator, speaker and explorer. As a writer by passion Ricardo daydreams on how the world is changing fast and how it could be.

Ruffo is the founder and global CEO of Echos, an independent innovation lab driven by design and its business units: School of Design Thinking, helping to shape the next generation of innovators in 3 countries, Echos – Innovation Projects and Echos – Ventures. As an entrepreneur, he has impacted more than 35.000 students worldwide and led innovation projects for Google, Abbott, Faber-Castell and many more.

Specialist in innovation and design thinking, with extensions in renowned schools like MIT and Berkeley in the United States. Also expert in Social Innovation at the School of Visual Arts and Design Thinking at HPI – dSchool, in Germany.

Naturally curious, love gets ideas flying off the paper. He always tries to see things from different angles to enact better futures. In his free time, spend exploring uninhabited places around the world surfing.

Fique Ligado

    Inscreva-se na newsletter da Echos para ficar acompanhar as novidades da indústria, notícias de inovação e ofertas exclusivas.

    Forgot your password? Click here to reset.

    Presença Global

    © Copyright 2019 Echos. All rights reserved.