A escrita pode ser usada para infinitas formas de comunicação, mas o que nem todos imaginam é que ela pode ser usada para se comunicar com o fundo do seu eu, sendo uma profunda forma de autoconhecimento. É essa a proposta de uma técnica chamada Autoescrita, uma prática que ajuda o sujeito a se compreender melhor, trabalhar seus processos e até a estruturar projetos e metas (como uma autoterapia).

E para quem está interessado em começar a se olhar e se perceber verdadeiramente, acontecerá aqui na Echos entre os dias 31 de maio e 02 de junho um curso inédito: “AUTOESCRITA: O ESPELHO DE SI” preparado pelo filósofo, roteirista e dramaturgo, Emanuel Aragão. Para falar um pouco mais sobre o assunto, convidamos Emanuel para um bate-papo que você pode conferir a seguir:

Emanuel, pode nos contar um pouco mais sobre você e sua trajetória?

Venho de uma formação acadêmica em Filosofia, depois acabei me formando em teatro. Virei dramaturgo e ator. E logo na sequencia comecei a trabalhar como roteirista. E, depois de uma volta enorme, passei a tentar juntar a narrativa com o campo da filosofia. Vale dizer que no meio disso sempre esteve presente o estudo da psicanálise. Mas se eu tivesse que responder agora, diria que sou uma pessoa que lida com as palavras.

 

Como podemos definir o que é Autoescrita?

A Autoescrita é uma prática que articula questionamentos e estruturas teóricas da filosofia com mecanismos da narrativa moderna. Ela não é um processo de escrita criativa. Ela é um processo ou um caminho para se deparar consigo mesmo. Ou com o “si mesmo”.

Da onde surgiu a ideia para este curso? Como ele se relaciona com suas vivências e conhecimentos?

Ele foi uma consequência natural do meu percurso. Mas levei muito tempo até entender que a minha “maneira” de proceder no meu exame sobre a vida poderia ser útil para outras pessoas. E mais tempo e coragem para formalizá-la como procedimento.

A quem é recomendado este curso?

A qualquer um que queira pensar sobre a própria vida. E que tenha desejo de se instrumentalizar para isso. E a qualquer um que esteja intencionado a perguntas antes de responder.

5)  Como praticar a autoescrita no dia a dia? tem alguma dica?

O curso trata exatamente disso. É exatamente uma prática, um procedimento. Com uma estrutura. Não gosto de utilizar a palavra “método”, mas talvez coubesse. Não é um método no sentido de que não ambiciona um fim. Mas ele cumpre uma série de etapas e proposições relativamente esquematizadas. Trata-se de um exercício diário, que pressupõe algumas regras.

6) Como isso pode transformar a vida das pessoas ? E como pode ajudá-la profissionalmente?

Uma maior clareza sobre si mesmo. Livrar-se de respostas feitas de antemão. Aprender a não se esquivar de sofrimentos e angústias, mas sim elaborá-los.

7) Já chegou a facilitar este curso anteriormente? Se sim qual foi o feedback das pessoas?

Sim, no Rio de Janeiro. A reposta foi imensamente positiva no que se refere à descoberta por parte dos envolvidos de dimensões antes desconhecidas da própria subjetividade e da própria vida.

8) Algo mais que gostaria de dizer?

Sim: é necessário por em dúvida tudo o que eu disse acima ou que eu venha a dizer no curso. A Autoescrita pretende uma autoria/autonomia do sujeito sobre a própria vida, deste modo, eu só indico caminhos possíveis, sempre postos em questão na própria mecânica desta prática.

SOBRE O CURSO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

31/05 – das 19h30 às 22h30

01/06 – das 10h às 13h

02/06 – das 10h às 13h

Local: Echos – R. Baluarte, 672, Vila Olímpia, São Paulo

O que vou aprender?

Aprenderá a história da escrita de si na filosofia, as técnicas narrativas modernas e contemporâneas e as ferramentas para sinergir esses dois saberes. Abordaremos a conexão da Autoescrita com a psicanálise, meditação e medicação, como escrever um texto para não ser lido, o processo de não-valoração como caminho e será lançado o desafio da Autoescrita diária.

Para ver a ementa do curso, clique aqui.

LOCAL:

Echos | Escola de Design Thinking – R. Baluarte, 672, Vila Olímpia, São Paulo

FACILITADOR

Emanuel Aragão. Filósofo, escritor e roteirista.

Instagram: @emanuelaragaoreal

INSCRIÇÕES E PAGAMENTO:

O curso terá carga horária de 9h e o valor de investimento é R$620,00, parceláveis em até 18x no cartão de crédito.

Inscreva-se e viva essa experiência: https://pt.surveymonkey.com/r/GXTKXWC

INFORMAÇÕES:

comercial@emanuelaragao.com

Whatsapp: 11 97399 0689 (Gysele)

Ricardo Ruffo

Ricardo Ruffo is a born entrepreneur, educator, speaker and explorer. As a writer by passion Ricardo daydreams on how the world is changing fast and how it could be.

Ruffo is the founder and global CEO of Echos, an independent innovation lab driven by design and its business units: School of Design Thinking, helping to shape the next generation of innovators in 3 countries, Echos – Innovation Projects and Echos – Ventures. As an entrepreneur, he has impacted more than 35.000 students worldwide and led innovation projects for Google, Abbott, Faber-Castell and many more.

Specialist in innovation and design thinking, with extensions in renowned schools like MIT and Berkeley in the United States. Also expert in Social Innovation at the School of Visual Arts and Design Thinking at HPI – dSchool, in Germany.

Naturally curious, love gets ideas flying off the paper. He always tries to see things from different angles to enact better futures. In his free time, spend exploring uninhabited places around the world surfing.

Fique Ligado

    Inscreva-se na newsletter da Echos para acompanhar as novidades da indústria, notícias de inovação e ofertas exclusivas.

    Forgot your password? Click here to reset.

    Presença Global

    © Copyright 2022 Echos. All rights reserved.