O que é Autoescrita?- Entrevista com Emanuel Aragão - Escola Design Thinking

A escrita pode ser usada para infinitas formas de comunicação, mas o que nem todos imaginam é que ela pode ser usada para se comunicar com o fundo do seu eu, sendo uma profunda forma de autoconhecimento. É essa a proposta de uma técnica chamada Autoescrita, uma prática que ajuda o sujeito a se compreender melhor, trabalhar seus processos e até a estruturar projetos e metas (como uma autoterapia).

E para quem está interessado em começar a se olhar e se perceber verdadeiramente, acontecerá aqui na Echos entre os dias 31 de maio e 02 de junho um curso inédito: “AUTOESCRITA: O ESPELHO DE SI” preparado pelo filósofo, roteirista e dramaturgo, Emanuel Aragão. Para falar um pouco mais sobre o assunto, convidamos Emanuel para um bate-papo que você pode conferir a seguir:

Emanuel, pode nos contar um pouco mais sobre você e sua trajetória?

Venho de uma formação acadêmica em Filosofia, depois acabei me formando em teatro. Virei dramaturgo e ator. E logo na sequencia comecei a trabalhar como roteirista. E, depois de uma volta enorme, passei a tentar juntar a narrativa com o campo da filosofia. Vale dizer que no meio disso sempre esteve presente o estudo da psicanálise. Mas se eu tivesse que responder agora, diria que sou uma pessoa que lida com as palavras.

 

Como podemos definir o que é Autoescrita?

A Autoescrita é uma prática que articula questionamentos e estruturas teóricas da filosofia com mecanismos da narrativa moderna. Ela não é um processo de escrita criativa. Ela é um processo ou um caminho para se deparar consigo mesmo. Ou com o “si mesmo”.

Da onde surgiu a ideia para este curso? Como ele se relaciona com suas vivências e conhecimentos?

Ele foi uma consequência natural do meu percurso. Mas levei muito tempo até entender que a minha “maneira” de proceder no meu exame sobre a vida poderia ser útil para outras pessoas. E mais tempo e coragem para formalizá-la como procedimento.

A quem é recomendado este curso?

A qualquer um que queira pensar sobre a própria vida. E que tenha desejo de se instrumentalizar para isso. E a qualquer um que esteja intencionado a perguntas antes de responder.

5)  Como praticar a autoescrita no dia a dia? tem alguma dica?

O curso trata exatamente disso. É exatamente uma prática, um procedimento. Com uma estrutura. Não gosto de utilizar a palavra “método”, mas talvez coubesse. Não é um método no sentido de que não ambiciona um fim. Mas ele cumpre uma série de etapas e proposições relativamente esquematizadas. Trata-se de um exercício diário, que pressupõe algumas regras.

6) Como isso pode transformar a vida das pessoas ? E como pode ajudá-la profissionalmente?

Uma maior clareza sobre si mesmo. Livrar-se de respostas feitas de antemão. Aprender a não se esquivar de sofrimentos e angústias, mas sim elaborá-los.

7) Já chegou a facilitar este curso anteriormente? Se sim qual foi o feedback das pessoas?

Sim, no Rio de Janeiro. A reposta foi imensamente positiva no que se refere à descoberta por parte dos envolvidos de dimensões antes desconhecidas da própria subjetividade e da própria vida.

8) Algo mais que gostaria de dizer?

Sim: é necessário por em dúvida tudo o que eu disse acima ou que eu venha a dizer no curso. A Autoescrita pretende uma autoria/autonomia do sujeito sobre a própria vida, deste modo, eu só indico caminhos possíveis, sempre postos em questão na própria mecânica desta prática.

SOBRE O CURSO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

31/05 – das 19h30 às 22h30

01/06 – das 10h às 13h

02/06 – das 10h às 13h

Local: Echos – R. Baluarte, 672, Vila Olímpia, São Paulo

O que vou aprender?

Aprenderá a história da escrita de si na filosofia, as técnicas narrativas modernas e contemporâneas e as ferramentas para sinergir esses dois saberes. Abordaremos a conexão da Autoescrita com a psicanálise, meditação e medicação, como escrever um texto para não ser lido, o processo de não-valoração como caminho e será lançado o desafio da Autoescrita diária.

Para ver a ementa do curso, clique aqui.

LOCAL:

Echos | Escola de Design Thinking – R. Baluarte, 672, Vila Olímpia, São Paulo

FACILITADOR

Emanuel Aragão. Filósofo, escritor e roteirista.

Instagram: @emanuelaragaoreal

INSCRIÇÕES E PAGAMENTO:

O curso terá carga horária de 9h e o valor de investimento é R$620,00, parceláveis em até 18x no cartão de crédito.

Inscreva-se e viva essa experiência: https://pt.surveymonkey.com/r/GXTKXWC

INFORMAÇÕES:

comercial@emanuelaragao.com

Whatsapp: 11 97399 0689 (Gysele)

Natália de Almeida Figueiredo

Jornalista de formação, produtora de conteúdo na Echos e produtora cultural no Coletivo Nóz. Possui pós graduação de Gestão de Projetos Culturais e especialista em formação em Design Thinking. Apaixonada por música, educação e ativismo social.

Esqueceu a senha? Clique aqui para resetar.