Design Thinking: por que capacitar a sua equipe com esse conhecimento

O século 21 tem sido marcado por mudanças de contexto e de estrutura profundas. Essas transformações são responsáveis diretas por provocar o surgimento de novos paradigmas dentro das organizações.

Com a intensificação do processo de globalização, cada vez mais bens, serviços, empresas, pessoas, habilidades e ideias cruzam livremente as fronteiras geográficas. É nesse cenário que fica mais notável a necessidade de se adaptar e de aprender novas abordagens para encarar a realidade – e o Design Thinking tem tudo a ver com isso.

Mas como? Entenda por que você deve capacitar a sua equipe!

Por que é preciso se capacitar?

Nessa passagem de século, a tecnologia, simbolizada pela internet, foi também responsável por transformações disruptivas. Combinando esses dois fatores, fica evidente que as empresas não competem mais umas com as outras, mas sim com a exponencialidade dos novos negócios. Além disso, do ponto de vista de tomada de decisões estratégicas, as organizações precisam lidar com as mudanças profundas relacionadas ao macroambiente. Na contemporaneidade, há uma mudança forte dos valores sociais:

  • a tecnologia está rompendo com os padrões de consumo e interação;
  • no ambiente atual, a concorrência vai além das fronteiras do setor, todos competem com todos;
  • problemas ambientais e sociais estão se tornando mais complexos;
  • e estamos presenciando mudanças políticas de representatividade.

Por que o Design Thinking é a solução?

É nesse contexto acima que as organizações estão percebendo que a inovação é o caminho para lidar com esse novo contexto mundial volátil e incerto. Para isso, o Design Thinking se mostra como um caminho importante e assertivo, pois permite que os desafios sejam abordados pela ótica de quem mais importa: de quem é impactado pelo problema.

O Design Thinking é uma abordagem de resolução de problemas complexos, que pode ter utilidades diversas dentro das organizações – interna ou externamente. Uma empresa que quer lançar um novo produto, por exemplo, pode fazer uso do Design Thinking no processo de criação dessa solução.

Analisando o problema que o produto deve resolver sob a perspectiva do seu público-alvo, a empresa consegue colocar no mercado exatamente o que o seu consumidor precisa. Internamente, com o Design Thinking, é possível mudar qualquer processo, serviço ou até um modelo de negócio, sempre de forma inovadora. O conhecimento adquirido nessa etapa pode oferecer a visão que a equipe precisa ter para melhorar tudo o que puder dentro da estrutura do negócio.

As etapas com que o Design Thinking trabalha

O primeiro momento é a fase de entendimento do problema. A partir de pesquisas e de compartilhamento de conhecimento, redefine-se o problema central.

Em seguida, virá uma etapa de geração de ideias, ou seja, de propostas de valor que serão prototipadas e testadas em busca das melhores soluções. Todo esse processo, simbolizado pela imagem abaixo, vai e volta nas etapas, conforme a necessidade de refinar o diamante formado pelo esquema:

Mas o Design Thinking não deve ser pensado apenas como uma abordagem para gerar produtos ou melhorar processos. A capacitação de uma equipe nessas modalidades traz vantagens para fortalecer as capacidades do time, formar equipes multidisciplinares melhores e fortalecer a cultura organizacional.

Isso porque a abordagem centraliza o ser humano como foco das mudanças que serão buscadas. Dessa forma, é possível treinar e fortalecer a equipe de forma mais empática.

Acelerar a inovação

Por fim, o Design Thinking é uma das abordagens mais eficientes para acelerar a inovação. Esse é um dos principais motivos pelos quais as empresas buscam se capacitar nesse tema.

A proposta dos cursos voltados para o Design Thinking é o desenvolvimento de habilidades para que os alunos encararem as situações sob uma nova ótica. Dessa forma, eles se tornam profissionais capazes de gerar soluções mais inteligentes e que geram valor de verdade.

Como capacitar a equipe em Design Thinking?

Existem diversas formas de você capacitar a sua equipe na abordagem de Design Thinking e, assim, potencializar a capacidade de inovação e treinar as habilidades criativas que trazem valor para as organizações. A forma mais simples de acertar, claro, é capacitar a equipe em um curso voltado para a abordagem do Design Thinking.

São vários os formatos de cursos, treinamentos e workshops disponíveis no mercado. Modalidades presenciais, online, ou até possíveis de se levar para dentro da sua empresa são exemplos de como é acessível capacitar a sua equipe no Design Thinking.

Na Echos, temos workshops de 16 ou 24 horas, em que os participantes têm a oportunidade de aprender a abordagem de maneira essencialmente prática, a partir de um desafio real da organização. Os participantes vivenciam o conceito, a abordagem e as diversas ferramentas para facilitar e gerenciar processos de inovação que utilizam o design thinking. Além disso, em parceria com a Descola, também temos um curso online sobre o tema com carga horária de 10 horas, em que os participantes podem aprender mais sobre o design thinking quando quiserem e de onde quiserem!

Interessou pelas capacitações em Design Thinking e percebeu o valor de capacitar sua equipe na área? Veja mais sobre os nossos cursos in company ou envie um e-mail para incompany@echos.cc! Se ainda não baixou o nosso toolkit gratuito, Design Thinking na Prática, basta baixá-lo AQUI!

ECHOS

A Escola Design Thinking foi criada para aqueles que desejam estar na fronteira da inovação.

Criada em 2012 pela Echos – Laboratório de Inovação, a Escola Design Thinking é uma escola de inovação na prática que tem como propósito formar a nova geração de inovadores.

Esqueceu a senha? Clique aqui para resetar.