Por que o pensamento do design vai te ajudar a criar modelos de negócios inovadores - Escola Design Thinking

Muitos desafios surgem quando se está criando um novo negócio, quer seja o seu próprio ou dentro de uma organização. Para muitos, é uma jornada que começa com uma ideia, mas que ainda passará por inúmeros percalços para se tornar um negócio de fato.

Definitivamente, entender o pensamento do Design desde o início representa uma grande vantagem competitiva porque transforma a sua maneira de pensar. Isso porque, de modo geral, o que se costuma fazer ao criar um negócio é formular algumas ideias, criar um time e lançar um produto ou serviço com o objetivo de atender a uma demanda de mercado.

A princípio, não há nada de errado nessa linha de raciocínio. Aliás, essa é a lógica para criação de negócios na qual vivemos. Porém, criar um negócio não é um processo linear e muito menos um processo com garantia de sucesso. Quando se empreende, tanto dentro quanto fora de uma organização estabelecida, é preciso lidar com a complexidade, volatilidade, ambiguidade e as incertezas da realidade.

Por isso, todo empreendedor ou intraempreendedor nesse processo, além de ter que acessar novas ferramentas, precisa, principalmente, desenvolver a habilidade de resolver problemas complexos para conseguir navegar neste cenário.

Não por acaso, vemos emergir nos (intra)empreendedores uma lista de desafios quando estão criando um novo negócio. Elencamos alguns deles:

Como crio e desenvolvo um novo negócio de maneira rápida, efetiva, mas de baixo custo?
Como ofereço uma solução que vá ao encontro do que meu cliente precisa?
Como os erros ao longo do processo – que vão acontecer – se tornam novas oportunidades de negócio?

Veja que esses são problemas legítimos, com alto grau de complexidade e que permeiam a jornada de todos que estão desenvolvendo um negócio.

O Design quando aplicado na criação de negócios pode ajudar – e muito – nesses momentos difíceis de impasse e dúvidas, quando é preciso tomar decisões estratégicas sobre o que fazer ou para onde ir.

O Design é um modo de pensar que nos permite agir antes de ter todas as respostas e ao mesmo tempo gerar oportunidades, ainda que com alguns tropeços ao longo do caminho, que sejam lucrativas para o negócio e relevantes para as pessoas.

O Design se baseia na sensibilidade do designer para conectar necessidades humanas ao que é viável do ponto de vista técnico e financeiro a fim de criar valor para os consumidores.

À primeira vista, o termo design nos remete à estética e aos objetos. Entretanto, o escopo do design vai muito além disso. O design tem seu foco nas necessidades humanas. É uma disciplina que nos força a ser centrado nas pessoas. Exatamente por orbitar nos clientes, ajuda-nos a pensar de maneira mais clara sobre o que é realmente necessário para resolver o problema dos outros.

Os valores centrais que sustentam o pensamento do design são empatia, colaboração e experimentação e são fundamentais para desenvolver novos negócio, porque ajudam o empreendedor a pensar e agir de uma nova maneira e consequentemente a resolver os desafios e definir os próximos passos do seu negócio de uma nova maneira.

A importância de aplicar os três valores do pensamento do design no desenvolvimento de novos negócios

  • A Empatia representa um profundo entendimento sobre as necessidades dos clientes e potencializa a capacidade de escutá-los de forma ativa, acelerando a resolução de qualquer problema. Colocar-se na pele de alguém não é uma tarefa fácil, porém com a empatia somos capazes de conectar uma solução à necessidade do cliente. Ao escutar e entender genuinamente o que eles querem fará com que você tenha melhores aprendizados e recursos para resolver um problema rapidamente.
  • A Colaboração representa acreditar no poder da (sua) rede. Significa acreditar que você tem em suas mãos uma enorme possibilidade para interagir com uma variedade de pessoas sobre o seu projeto. De colegas, empregados a toda à rede a qual está conectado.
  • A Experimentação permite criar algo tangível com o qual seus clientes possam se relacionar. Protótipo é algo que provoca um sentimento ou emoção em alguém antes mesmo da sua solução final existir. Experimentação é baseada em testes. O segundo passo após criar um protótipo é torná-lo concreto. É preciso levá-lo a teste, fazendo com que você aprenda a partir dos erros o mais rápido possível. Itere o seu protótipo e volte a testá-lo com seus clientes.

O que o pensamento do design quando aplicado aos negócios oferece é um modelo mental que permite aos empreendedores se conectar rapidamente e com profundidade às necessidades reais dos clientes e a estimular a experimentação para que os erros se tornem fonte de aprendizado.

O que se ganha aplicando o pensamento do design no desenvolvimento de negócios

Não existe uma fórmula mágica para se ter sucesso nos negócios. Porém, quando empreendedores se valem do pensamento do design para desenvolver seus negócios, conseguem minimizar os riscos (e também os custos) de se criar algo novo. Empreendedores conseguem navegar com maior segurança, porque se relacionam com profundidade com seus clientes e testam de forma rápida, suja e barata as suas ideias, produtos, serviços ou até mesmo modelos de negócios que atendam às necessidades reais dos seus consumidores.

Como resultado, encurta-se drasticamente o tempo de desenvolvimento do negócio e se eleva o grau de assertividade dele. Ao mesmo tempo, o próprio cliente mostrará quais os próximos passos necessários que o empreendedor deve tomar.

Se você está buscando desenvolver novas habilidades para empreender ou criar negócios dentro da sua organização, aprofunde-se nesse novo modelo mental que tem ajudado pessoas e organizações a inovarem mais rápido e melhor. Para tanto, recomendamos o nosso curso Business Design Experience, em que a partir do pensamento do design, você irá aprender como modelar necessidades reais em novos negócios de modo inovador, rápido e assertivo.

Echos

Designing Desirable Futures.

Esqueceu a senha? Clique aqui para resetar.