A EscolaIn CompanyDesiredMateriaisContato

Já falamos aqui no nosso blog que a criatividade é uma questão de exercitar os músculos, afinal todo mundo pode ser criativo. Além das ferramentas necessárias para pensar fora da caixa, outro fator importante é o ambiente. O ambiente tem o poder de mudar comportamentos, inspirar e estimular a mão na massa. Tudo depende de como o espaço é projetado.

O poder do espaço

Você já ouviu falar do termo em inglês facilities? O termo é bastante empregado como um sinônimo de infraestrutura. Mas a palavra vai além. Segundo o dicionário Michaelis, significa facilidades; instalações; recursos. Se combinarmos as três definições, podemos entender que facilities são todos os recursos materiais e imateriais que facilitam o uso de um espaço.

Nesse contexto, a infraestrutura e tudo que a compõe também pode ser projetada para servir como catalizador de novas ideias.

Pensando nisso, escolhemos 5 lugares bem bacanas para você conhecer que estão fomentando a inovação para valer!

1) CUBO

O CUBO nasceu com a proposta de ser “um ambiente inspirador, para conectar ideias e pessoas brilhantes com vontade de transformar negócios, tecnologia e a vida das pessoas melhor”.

O que isso significa?

O projeto busca promover o encontro entre startups, investidores e mentores em um mesmo ambiente. Ali, empresas especialmente ligadas a tecnologia podem trabalhar nos espaços destinados para coworking. Também há salas destinadas ao aprendizado, em que ocorrem palestras, workshops, treinamentos, entre outras atividades.

tutano-saiba-como-e-trabalhar-controly-6

inauguracao-cubo-coworking-itau-banco-de-eventos-3

Para saber mais sobre esse ponto de inovação, confira o tour que fizemos recentemente por lá com a turma do curso de Imersão em Design Thinking 😉

2) FABLABs

Os FabLabs, abreviatura do inglês para laboratórios de fabricação digital, espaços colaborativos para a realização de projetos em diversas áreas, que estimulam a criatividade e possibilitam a criação de produtos com as próprias mãos ao unir ferramentas tradicionais e tecnologias emergentes.

Os Fablabs surgiram há mais de 10 anos no Centro de Bits e Átomos do MIT – Massachussets Institute of Technology e hoje atuam em mais de 60 países e alcançaram a marca de 450 labs pelo mundo. No Brasil, foram trazidos por meio da FABLAB Brasil Network, uma organização sem fins lucrativos.

Com o objetivo de disseminar a cultura maker e a inovação, possuem como princípios estar de portas abertas à comunidade pelo menos uma vez por semana e sem cobrar nada; compartilhar conhecimento e disseminar a informação em rede com outros laboratórios e realizar eventos e palestras promovendo a cultura do faça-você-mesmo.

São espaços que unem máquinas e espaços abertos para que a criatividade e a informação circulem de forma livre!

Para saber mais sobre o projeto, acesse a página no Facebook 😉

3) Fablab Livre SP

Esse tipo de espaço de inovação tem crescido no país e desde do final do ano passado passou a fazer das políticas públicas do Município de São Paulo, como já acontece lá fora em lugares como os Estados Unidos, Europa e China, entre outros.

O Fablab Livre SP é um laboratório de fabricação digital público que oferece a todos, com foco em estudantes da rede pública de ensino, a oportunidade de projetar e criar coisas a partir de novas tecnologias.

Já foram inaugurados diversos centros de inovação em diferentes regiões de São Paulo, tanto em áreas carentes da cidade quanto em locais de grande circulação. Ali acontecem diversos cursos, oficinas e palestras gratuitos que oferecem à população a possibilidade de aprender, projetar e produzir diversos tipos de objetos e em diferentes escalas. Por isso, consideramos mais um lugar que você deveria conhecer em alternativa aos Fablabs.

Para saber mais sobre a iniciativa e o que acontece por lá, acesse o site.

4) Make Space – D. School – Stanford

Um das maiores referências inovação no mundo, a escola de design D. School, ligada à Universidade de Stanford, possui também um dos espaços mais bacanas para despertar a criatividade e fazer com que as pessoas coloquem a mão na massa.

Ali, o design é utilizado intensamente para criar ambientes colaborativos e estimular comportamentos que incentivem o processo criativo. Mais do que descrever o lugar, vale a pena dar uma olhada no que acontece por lá:

Shaping Space: The d.school’s Environments Collaborative from Stanford d.school on Vimeo.

5) Echos – Laboratório de inovação

Como último lugar, não poderíamos deixar de mencionar a nossa casa. A Echos é um laboratório de inovação criado para todos aqueles que querem criar o futuro juntos!

Para tanto, desenvolvemos um ambiente que desperta a criatividade e o trabalho colaborativo. Um espaço para as pessoas conhecerem mais profundamente os problemas do mundo, explorarem o poder da empatia, testarem suas ideias, sem medo de errar.

Área de prototipagem, mesas que se movem pelo ambiente, boards espalhados pela sala, uma extensa biblioteca, são exemplos do que oferecemos. Tudo para criar uma experiência de aprendizagem que levem às melhores ideias.

Nossa sala principal de projetos com mesas e boards móveis

Queremos compartilhar esse espaço criativo com o mundo! Aqui você torna seus workshops, palestras ou eventos em experiências de aprendizado inovadoras. Para saber como, entre em contato com a gente. Envie um e-mail para: oi@echos.cc.

Echos

Designing Desirable Futures.

Fique Ligado

    Inscreva-se na newsletter da Echos para ficar acompanhar as novidades da indústria, notícias de inovação e ofertas exclusivas.

    Forgot your password? Click here to reset.

    Presença Global

    © Copyright 2019 Echos. All rights reserved.